Ato em Igrejinha protesta contra o governo de Jair Bolsonaro

Atividade foi organizada pelo Comitê pela Democracia no Vale do Paranhana.
Publicado em 24/07/2021 23:45 | Atualizado em 24/07/2021 23:47 Off
Por Rádio Taquara
Manifestação realizada neste sábado (24) com a participação de entidades.

O Comitê pela Democracia do Vale do Paranhana realizou, neste sábado (24), protesto contra o governo do presidente Jair Bolsonaro. A atividade aconteceu em Igrejinha. Cruzes brancas fixadas no chão, em frente à prefeitura, simbolizaram a solidariedade às famílias dos mais de 548 mil mortos em função da pandemia da Covid-19.

Segundo os organizadores, o ato respeitou os protocolos sanitários e de distanciamento físico entre os presentes. De acordo com eles, foi uma forma de se solidarizar com as famílias e denunciar que, “pelo menos 75% dessas vidas poderiam ser poupadas se Bolsonaro fosse minimamente preocupado com a saúde da população e viabilizasse as vacinas no tempo adequado”.

Os manifestantes avaliam que não se tratou apenas de negligência do governo federal, e entendem que a CPI da Covid vem mostrando que “há sérios indícios de corrupção nas negociatas do Ministério da Saúde”. Ainda houve a presença de membros de diferentes vertentes religiosas e apresentação dos músicos Liziane Klein e Renato Velho. Também foi promovida arrecadação de alimentos e agasalhos destinados para a Reserva Indígena de Riozinho e para a comunidade do Morro da Cruz.

As entidades representadas no ato foram Sindicato dos Professores Municipais de Igrejinha (Sipromi), Coletivo de Educadores e Pandemia do Vale do Paranhana e Serra, Fetrafi-RS, CUT, Sindicato dos Bancários do Vale do Paranhana, Cpers, Sintrajufe-RS, Sindicato dos Trabalhadores do Comércio de Taquara, Sindicato dos Sapateiros de Igrejinha, Metalúrgicos Sapiranga e Federação dos Sapateiros.

O Comitê pela Democracia informa, em sua página no Facebook, que é “integrado por entidades que representam trabalhadores dos setores público e privado, do Vale dos Sapateiros, região que abrange os Vales do Rio Paranhana, do Rio dos Sinos e Serra do Rio Grande do Sul”. Acrescenta que sua finalidade é “mobilizar e esclarecer a população acerca de questões que impactam a sociedade, como a defesa dos serviços públicos e dos Direitos Humanos”.

>> Deixe sua opinião: