Aulas 100% presenciais retornam nas escolas públicas municipais de Parobé nesta quarta-feira (18)

O retorno total foi autorizado por Decreto Estadual que dispõe alterar o Sistema 3As de Monitoramento, inclusive no âmbito da Educação.
Publicado em 18/08/2021 10:18 Off
Por Alan Júnior

Nesta quarta-feira, 18, as escolas municipais de ensino fundamental e educação infantil retornam às aulas 100% presenciais em Parobé. O retorno total foi autorizado pelo Decreto Estadual N° 56.025/2021 que dispõe alterar o Sistema 3As de Monitoramento, inclusive no âmbito da Educação.

“A Educação é uma prioridade. Nós estamos seguindo com responsabilidade, como fizemos desde o início da pandemia, quando chegamos ao ponto de suspender a presença nas aulas. Agora é importante dar esse passo, com toda a segurança, para não prejudicar a qualidade do ensino. Nos preparamos para esse plano, com todos os protocolos sanitários nas unidades escolares, para garantir o melhor para todos”, explica o prefeito Diego Picucha.

Segundo a secretária de Educação Joana D´arc Wittmann, todas as escolas do município seguem o plano de contingência para prevenção, monitoramento e controle da Covid-19 e estão equipadas com itens de segurança de saúde, como álcool em gel e máscaras. “O atendimento 100% de forma presencial vai exigir a continuidade de todos os protocolos de saúde já existentes e praticados pelos profissionais das escolas para garantir a saúde e a proteção dos nossos estudantes, professores e servidores”, destaca.

O novo Decreto prevê o distanciamento de um metro em ambientes fechados, desde que seja mantida a ventilação natural cruzada e que se mantenha o uso obrigatório de máscara de proteção nos níveis indicados segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A Secretaria Municipal de Educação informa ainda que, apesar do retorno 100% presencial, os pais ainda podem optar por deixarem seus filhos com aulas remotas. Segue sendo facultativo que os alunos sejam encaminhados às escolas municipais.

“O retorno foi avaliado como positivo, além de essencial, considerando o longo período de aulas no sistema híbrido. O distanciamento social foi necessário para que pudéssemos preservar a saúde, mas deixou lacunas que confirmam o quanto a escola é um espaço essencial na vida das crianças e adolescentes”, finaliza o prefeito.

Desde março de 2020, com os decretos com restrições da pandemia Covid-19, a Secretaria de Educação adotou sistemas de atividades remotas num primeiro momento e, depois, aulas híbridas para atender os alunos.

“Com os números temos consciência que o retorno de 100% é essencial, principalmente para educação infantil e anos iniciais que foram os mais prejudicados com o modelo hídrico de ensino. Vamos levar tempo no aprendizado para recuperar este tempo fora das salas de aula”, finaliza.

>> Deixe sua opinião: