Geral
  ATIVIDADES FÍSICAS

Aulas de ginástica funcional no Parque do Trabalhador de Taquara têm horários ampliados

Atividades são realizadas na academia que fica junto à Diretoria de Esportes do Município.
Atividades são realizadas de segunda à quinta-feira, das 7h às 12h
Foto: Ruan Nascimento/Prefeitura de Taquara

A Diretoria de Esportes de Taquara ampliou recentemente o total de aulas de ginástica funcional realizadas na academia do Parque do Trabalhador. Agora, são cinco diferentes turmas que fazem as atividades gratuitas, de segunda à quinta-feira, das 7h às 12h, em um espaço maior e com mais equipamentos para a realização de exercícios.



De acordo com o diretor de Esportes, Joel Dutra, a ampliação da academia e dos horários permitiu que os alunos realizassem mais exercícios, em um ambiente fechado e climatizado, garantindo que as aulas ocorram mesmo em dias de chuva. “Nossa próxima meta é ampliar o número de pessoas que participem das atividades, possibilitando mais horários de aulas para a comunidade”, salienta.

Atualmente, são cerca de 40 alunos participantes, divididos em cinco turmas, em aulas supervisionadas pela professora Larissa Rafaela de Souza. “A maioria dos participantes são pessoas acima de 50 anos, mas todos poderão se inscrever gratuitamente. É um espaço aberto para qualquer pessoa interessada em se exercitar”, completa Joel. Para participar, os moradores devem realizar sua inscrição pelo telefone (51) 3541-9248, pelo WhatsApp (51) 99772-3536, ou diretamente na Diretoria de Esportes, junto ao Parque do Trabalhador. 

Atividades físicas em prol do bem-estar

Ao incentivar a comunidade a participar das atividades, o coordenador de Esportes, Antoni Duarte, destaca a importância da prática de exercícios para a saúde das pessoas. “É fundamental proporcionarmos este incentivo às atividades físicas. Estamos no fim da pandemia e percebemos que muitas pessoas sedentárias passaram a ter alguma comorbidade, e sendo mais propensas a ter casos graves de Covid-19. Se exercitar faz bem, não somente para viver com qualidade, mas também para melhorar a vida das pessoas social e psicologicamente”. 

Entre as alunas, o reconhecimento da qualidade das aulas é percebido, como conta Cleuza Jussara Ritzel, de 61 anos, que frequenta a academia do Parque do Trabalhador há mais de 20 anos. “Nunca tivemos sala fechada por aqui. E agora tem este espaço e equipamentos profissionais para nós. Minhas manhãs se tornam melhores. Para mim, estar me exercitando é melhor que qualquer remédio”, frisa.