Os artigos publicados no site da Rádio Taquara não refletem a opinião da emissora. A divulgação atende ao princípio de valorização do debate público, aberto a todas as correntes de pensamento.
Participe: jornalismo@radiotaquara.com.br
Publicado em 31/01/2020 14:26 Off

Beijo e Violência

Ao ler a notícia publicada no jornal Zero Hora do dia 29 de janeiro de 2020, com manchete “Vitima beija réu antes de condenação”, deparei-me com situação que, infelizmente e em direção oposta ao afirmado na reportagem, não é atípica.

Atuei em mais de 500 julgamentos pelo Tribunal do Júri, como Promotora de Justiça, em 20 anos de carreira, onde vi o ciclo da violência contra a mulher mostrar exatamente esta face, do perdão ao agressor ou, pior, da vítima que diz ter “provocado” a agressão. A vítima “perdoa” e volta ao agente, que agride novamente até matá-la. Os fatos são frutos de uma cultura patriarcal, reproduzida por homens e mulheres.

O homem julga-se superior, esse o combustível para a violência de gênero. O sujeito, nessa relação afetiva marcada pela desigualdade, por uma fantasiosa hierarquia de papéis, fere e mata quando contrariado. A mulher, por sua vez, supõe precisar da figura masculina para sobreviver. Mais, ela confunde a agressão com afeto e atenção. Idealiza que a posse e o ciúmes doentios existem como consequência de amor. A carência emocional aliada ao machismo estrutural levam a vítima a acreditar que seu algoz não é culpado. Por vezes, ela justifica os atos do criminoso assumindo a responsabilidade pelo crime, tal como na reportagem referida. O beijo, ao invés de comemorado, deve ser lamentado como prenúncio de mais violência.

O resultado deste contexto nefasto é o crescimento do feminicídio, que apresenta números cada vez maiores e assustadores. Precisamos refletir sobre o assunto em busca de maior igualdade e paz.

Andrea de Almeida Machado,
Promotora de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul

O Projeto Ministério Público e Comunidade é uma parceria mantida pelo Jornal Panorama e a Promotoria de Justiça de Taquara que visa a ampliar a divulgação de conteúdos relacionados ao Ministério Público e voltados à cidadania.

>> Deixe sua opinião:
Os artigos publicados no site da Rádio Taquara não refletem a opinião da emissora. A divulgação atende ao princípio de valorização do debate público, aberto a todas as correntes de pensamento.
Participe: jornalismo@radiotaquara.com.br