Negócios
  NEGÓCIOS

Calçados Bibi estipula meta de chegar a 100 lojas na América Latina até 2030

Ainda segundo a presidente, Andrea Kohlrausch, o plano é aumentar a produção de calçados para 2,5 milhões de pares em 2022.
“Nosso plano é aumentar a produção de calçados para 2,5 milhões de pares em 2022″, menciona Andrea Kohlrausch, presidente da empresa. Foto: Divulgação/Calçados Bibi

Com mais de 70 anos de atuação como pioneira no segmento de calçados infantis no Brasil, a Bibi é a 15ª marca mais consumida em países da América Latina. Hoje, a rede conta com 146 franquias, sendo 15 delas internacionais localizadas no Peru, Chile, Equador e Guatemala. Uma das metas da calçadista no mercado externo é chegar em 100 lojas em diferentes países da América Latina até 2030.

Para este ano, o plano de expansão da Bibi visa a implantação de 37 unidades, sendo 25 em território nacional e 12 no exterior, para fechar o ano com 183 pontos de venda. Além do adensamento da marca nos principais mercados-alvo, fatores como a inovação, multicanalidade, transformação digital e sustentabilidade fizeram com que a Bibi registrasse um incremento de 40% no faturamento, se comparado a 2020. Para 2022, a projeção é que haja um crescimento de 20% no faturamento anual tanto na indústria quanto na rede de loja.

A Bibi é uma empresa familiar que está em sua terceira geração, sendo comandada por Andrea Kohlrausch, que assumiu a presidência meses antes da pandemia de covid-19 dar sinais no Brasil e no mundo. Com uma base sólida e sempre investindo em novos projetos que visam benefícios aos clientes e aos franqueados, a marca se manteve forte no setor calçadista, com uma produção anual de 2 milhões de pares de calçados e sem precisar efetuar demissões.

Os últimos dois anos trouxeram a oportunidade de melhorar a eficiência industrial nas duas plantas fabris da empresa, localizadas em Parobé, no Rio Grande do Sul, e em Cruz das Almas, na Bahia. O movimento gerou investimentos na faixa de R$ 4 milhões, que promoveram uma mudança no layout das fábricas reduzindo o tempo da produção e, consequentemente, fases de retrabalho, além da aquisição de máquinas modernas e de última geração, como injetoras que aumentam a capacidade fabril na área de solados na planta baiana.

“Com todas essas mudanças, nosso plano é aumentar a produção de calçados para 2,5 milhões de pares em 2022. Além disso, seguimos expandindo por meio de franquias nos principais shopping centers de cada região, mas também há espaço para operações em pontos estratégicos na rua, de acordo com o potencial de cada local. Em dezembro, efetuamos a mudança da nossa plataforma de e-commerce, melhorando a navegabilidade dos consumidores. Agora, quando o cliente entra no site, insere o CEP e já consegue visualizar quais as lojas mais próximas. O grande diferencial é que ele tem acesso aos estoques, que estão integrados à plataforma de e-commerce. Assim, os projetos como Clique & Retire, em que o cliente compra online e retira na loja, ganham mais visibilidade e praticidade, reduzindo o prazo de entrega do produto, já que após 2 horas da confirmação da compra, é possível retirar o calçado na unidade escolhida. Dessa forma, os pontos de venda passam a operar como minicentros de distribuição, auxiliando de forma efetiva nas vendas”, relata a presidente, Andrea Kohlrausch.

Para este ano, o foco da Bibi será continuar os investimentos em inovação, em manufatura e na eficiência das lojas. Além disso, a sustentabilidade é outro tema que está em alta na empresa e contextualiza ações em diferentes âmbitos, sendo eles ambiental, econômico e social. Um dos programas é voltado para diminuir em 20% a geração de resíduos no desenvolvimento de novos produtos e operações industriais até 2025. Já no quesito novos produtos e tendências, ao longo do ano, a marca apresentará ao mercado as duas novas coleções de Verão e Inverno, além de lançamentos pontuais de modelos que prometem arrebatar o coração dos pequenos e dos papais.

“Buscamos o fortalecimento do Varejo, pois queremos ‘Pintar o mundo de laranja’. Sempre tivemos como grande projeto a construção de uma marca global de desejo, buscando a diferenciação por meio de tecnologias de conforto e design Bibi, elevando nossos benefícios e diferenciais de mercado, como ter calçados totalmente livres de qualquer substância tóxica, por exemplo. Ouvir a preferência dos clientes, acompanhar as tendências de mercado e a mudança de comportamento do consumidor tanto no Brasil quanto no mundo para trazer novidades que se adequem às necessidades e contribuam para o desenvolvimento feliz e natural de crianças de 0 a 9 anos é uma constante na Bibi”, exalta a presidente.

Para quem deseja se tornar um franqueado, a Bibi disponibiliza dois modelos de negócios. O formato de loja Standard, com investimento a partir de R$ 580 mil, foi criado para ser implantado em shopping centers de capitais e grandes metrópoles. Já o conceito Light, com custo de R$ 450 mil, é indicado para cidades com, em média, 200 mil habitantes. Os valores de investimentos para as duas operações já incluem as instalações, soluções tecnológicas, primeiro estoque, capital de giro e taxa de franquia.