Geral Polícia
  MANIFESTAÇÃO

Caminhada pede justiça por morte de mulher a facadas em Igrejinha

Manifestação também reivindicou medidas para combater a violência doméstica.

Uma caminhada realizada neste sábado (30/7), em Igrejinha, pediu por Justiça por conta da morte de Maria Joseane Barcelos, 43 anos. Ela foi assassinada no último sábado (23/7), por seu ex-companheiro, dentro de um salão de beleza do município. Segundo a investigação, o crime, cometido a facadas, teve como motivação o fato de o homem não aceitar a separação.

A caminhada contou com cartazes alertando para a violência doméstica e pedindo às autoridades a adoção de medidas e políticas públicas voltadas ao combate ao feminicídio. Também foi produzido um abaixo assinado requerendo a retomada do Conselho da Mulher em Igrejinha. Segundo os organizadores, outra reivindicação é para que as lideranças políticas do município se mobilizem na criação de uma Delegacia da Mulher.

A caminhada iniciou na Praça Dona Luísa, no Centro, contando com a participação de familiares, amigos e, também, representantes políticos. Os manifestantes foram até a Praça Dona Helena Leão, no bairro 15 de Novembro, local próximo à estética em que o crime ocorreu. Segundo informações da polícia, o homem acusado de cometer o crime continua internado, após sofrer um atropelamento na BR-116, em Novo Hamburgo, no último domingo (24/7) ao se jogar no meio da rodovia. Ele possui prisão preventiva decretada pela Justiça.