Cartilha de acessibilidade desenvolvida em Parobé foi destaque em congresso internacional no Chile

O evento, que aconteceu nos dias 23 e 24 de novembro, contou com apresentação online de diversos países.
Publicado em 29/11/2021 14:38 Off
Por Alan Júnior
Foto: Divulgação/Prefeitura de Parobé

Desenvolvida em Parobé, a cartilha Viva a Acessibilidade foi destaque durante o 1º Congresso Internacional de Literacias Fundamentais: Compreensão e produção linguística em contextos diversos, que foi realizada nos dias 23 e 24 de novembro, no Chile. O evento contou com apresentação online de países como Argentina, Venezuela, Chile, Estados Unidos e Espanha. Parobé foi o único representante do Brasil no evento.

O trabalho inscrito, denominado “Folleto Viva Comunicación Accesibilidad en Libras como herramienta inclusiva como potencial recurso pedagógico” foi produzido e apresentado pela coordenadora da Central Municipal de Libras (CIL) de Parobé, Miriam Freitas, com base na cartilha elaborada pela CIL e lançada durante a 1ª Semana da Pessoa com Deficiência de Parobé, que aconteceu entre os dias 23 e 28 de agosto deste ano.

A cartilha, apresentada no eixo: Contextos e propósitos e aprendizagens de línguas, destaca informações sobre leis de acessibilidade e, ainda, explicações sobre os tipos de deficiência. O artigo sobre a cartilha ainda será publicado no jornal acadêmico da faculdade São Tomás de Santiago do Chile. A apresentação, que ocorreu de forma online, contou ainda com a tradução para o espanhol feita por Daiane Terres.

Miriam ressalta que foi um orgulho representar Parobé neste evento internacional. “Estou muito feliz com o reconhecimento de um trabalho que tem como base uma ferramenta de inclusão aqui de Parobé sendo levado para outros países, trazendo visibilidade a uma comunidade e uma luta. Como sempre digo, não podemos mudar as características dos sujeitos, mas podemos preparar os ambientes para recebê-los. E é sobre isso que a cartilha trata”, destaca.

Segundo o prefeito Diego Picucha, a criação da Cil e o lançamento da cartilha, foram dois passos importantes na promoção da inclusão no município. “Sempre lutamos pela inclusão de verdade, por isso seguimos desenvolvendo projetos, ações e ferramentas que ampliem a participação dessa importante parcela da população, promovendo dessa forma cidadania e igualdade. É um orgulho que Parobé possa servir de exemplo neste quesito, dentro e fora do país e seguiremos ampliando ainda mais nossas políticas inclusivas”, destaca.