Geral Negócios
  EVITE GOLPES

Cartilha que visa à prevenção contra golpes e fraudes digitais é elaborada por Sicredi Caminho das Águas

Objetivo é aumentar a segurança dos associados e da população em geral em suas transações
Fotos: Divulgação/Sicredi Caminho das Águas

Diante da onda crescente de golpes dos mais diversos, a Sicredi Caminho das Águas elaborou uma cartilha com dicas para evitar fraudes em ambientes digitais. O objetivo é aumentar a segurança dos associados e da população em geral em suas transações.

O material aborda tópicos como golpes com cartões, falsos funcionários, WhatsApp, phishing, sites falsos, anúncio duplicado, boleto falso, Pix, redes sociais e privacidade, senha e autenticação e engenharia social. Talvez por falta de conhecimento ou até ingenuidade, o público mais velho ainda é o mais vitimado, mas há casos de vítimas mais jovens e até com bom grau de instrução.

Gleice Hermann, que atua na função de Redutora das Incertezas da Sicredi Caminho das Águas, aponta as fraudes digitais mais comuns:

* Golpe do whatsapp: quando um golpista se passa por uma pessoa próxima da vítima para solicitar dinheiro.

* Golpe de falsos anúncios: quando ocorre a venda de produtos com valor muito abaixo de mercado, normalmente em postagens no Instagram e no Facebook.

* Golpe do comércio eletrônico: quando, ao realizar compras legítimas, a pessoa deixa dados do cartão salvos no site. Ao ser baixado um vírus no dispositivo, através de um app corrompido ou link falso, esses dados podem ser roubados para serem realizadas novas compras que a pessoa desconhece.

* Golpe do link falso: quando a pessoa, através de redes sociais, clica em um link falso, que automaticamente baixa um vírus que permite acesso remoto à conta ou permite o roubo de dados.

* Golpe do falso empréstimo: quando a vítima recebe SMS que teria contratado um empréstimo e se não reconhece é orientado a ligar para uma falsa central, por meio da qual o golpista aplica engenharia social para acessar remotamente a conta da pessoa.

* Golpe do falso empréstimo 2: quando a pessoa recebe mensagem com propostas de crédito com taxas atrativas e é solicitado o pagamento de vários Pix, que seriam para pagamento de taxas do crédito.

* Falsa central: a pessoa recebe uma ligação informando que teria sido vítima de golpe e que seria necessário baixar o app de um suposto antivírus, mas que permite o acesso remoto à conta.

Gleice acrescenta ainda que é preciso tomar alguns cuidados ao realizar transações, sejam elas on-line ou físicas, tais como:

* Nunca clique em links que não conhece;
* Não clique em links em que o produto possui valor muito abaixo do mercado;
* Em caso de solicitação de dinheiro por alguém, sempre ligue para a pessoa e escute a voz para confirmar se é um pedido real. Isso se aplica, também, para compras anunciadas em stories do Instagram;
* Desconfie caso o destino da transação não seja o mesmo da pessoa que está solicitando;
* Nunca passe dados restritos, como senhas ou números de conta ou cartão;
* Em caso de dúvida, procure sempre o gestor da conta ou a agência mais próxima.

A cartilha pode ser acessada clicando no link https://www.sicredi.com.br/media/cartilha_seguranca_sicredi.pdf.

Sobre a Sicredi Caminho das Águas

Constituída em 1923, a Sicredi Caminho das Águas oferece um portfólio completo para liberar o potencial das pessoas e dos negócios. Com mais de 300 soluções financeiras, a cooperativa reúne mais de 70 mil associados, em 33 municípios no Vale do Paranhana e no Litoral Norte gaúcho.

Sua área de abrangência contempla os municípios de Araricá, Arroio do Sal, Balneário Pinhal, Campo Bom, Capão da Canoa, Capivari do Sul, Caraá, Cidreira, Dom Pedro de Alcântara, Igrejinha, Imbé, Itati, Mampituba, Maquiné, Morrinhos do Sul, Mostardas, Nova Hartz, Osório, Palmares do Sul, Parobé, Riozinho, Rolante, Santo Antônio da Patrulha, Sapiranga, Taquara, Tavares, Terra de Areia, Torres, Tramandaí, Três Cachoeiras, Três Coroas, Três Forquilhas e  Xangri-lá.

Com sede em Rolante, a Sicredi Caminho das Águas é integrante do Sistema Sicredi, composto por mais de 100 cooperativas distribuídas pelo Brasil.