Geral

Comitiva de Taquara pede ao governo do Estado ampliação do Cimol

Escola está atualmente com demanda reprimida de 1,4 mil vagas.
Lideranças de Taquara trataram da ampliação do ensino profissional em reunião na Assembleia Legislativa. Divulgação

Comitiva de Taquara participou, nesta quarta-feira, de uma reunião na Assembleia Legislativa intermediada pelo deputado estadual João Fischer (PP). O grupo foi liderado pelo prefeito Tito Lívio Jaeger Filho e o presidente da Câmara de Vereadores, Guido Mário Prass Filho. Na ocasião, foi tratada a ampliação da Escola Técnica Estadual Monteiro Lobato (Cimol), que conta atualmente com quase dois mil alunos e teve uma demanda reprimida de outros 1,4 mil interessados que tentaram ingressar na escola, mas ficaram sem vagas.

Também participaram da reunião o secretário estadual de Educação, Ronald Krummenauer, o secretário municipal de Educação, Antônio Edmar Teixeira de Hollanda, o diretor do Cimol, Silvio Quintino de Mello, e o presidente do Círculo de Pais e Mestres (CPM), Marlon Lazaretti. Fixinha enfatizou a necessidade de incentivar o ensino profissionalizante como forma de estimular o empreendedorismo. “A ampliação do Cimol é vital para toda a região”, resumiu o deputado.

Segundo o divulgado pelos integrantes da comitiva, foram apresentadas alternativas pelas autoridades de Taquara. O secretário Ronald adiantou que, na semana seguinte ao Carnaval, uma equipe da Superintendência de Ensino Profissional visitará a escola para avaliar a situação. Enquanto isso, a direção do educandário trabalhará na argumentação técnica para a ampliação. Atualmente, o Cimol oferece cursos técnicos nas áreas de Mecânica, Eletrônica, Eletrotécnica, Química, Informática, Meio Ambiente, Móveis e Design de Móveis.