Geral
  32 ANOS DO ECA

Conselho Tutelar de Igrejinha promove a Semaneca 2022

Programação ocorre em comemoração ao aniversário do Estatuto da Criança e do Adolescente
Fotos: Divulgação/Prefeitura de Igrejinha

No ano em que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) comemora 32 anos, o Conselho Tutelar de Igrejinha está promovendo a Semaneca, uma semana de ações especiais destinada aos adolescentes do 6° ao 9° ano, das escolas da rede estadual de ensino do Município.

Iniciada na segunda-feira (11), a programação da Semaneca será realizada até esta quinta-feira (14), na Câmara de Vereadores de Igrejinha. O evento acontece em forma de palestras e dinâmicas, todas conduzidas por profissionais da área das ciências humanas.

Considerando a faixa etária e ano escolar dos alunos, cada palestrante aborda temas pertinentes às demandas observadas em pesquisa qualitativa feita nas escolas, como violência, autoconhecimento, efeitos da pandemia na saúde mental e autoestima.

A abertura da Semaneca 2022 de Igrejinha foi realizada com os adolescentes dos 6º anos das escolas estaduais e contou com uma palestra sobre Violência e Seus Impactos, ministrada pela psicóloga Bianca Zorn, e outra sobre Autoconhecimento, com a assistente social Gerusa Alves.

Para os alunos dos 7º ao 9º anos a programação da Semaneca abordou o dia 12/07, Dia do Adolesci, criado pela Lei Municipal nº 5.282/2019, com temas como Etapas da Adolescência, Direitos e Deveres e Motivações para Adolescência.

Segundo o Conselho Tutelar de Igrejinha, o principal objetivo das ações que estão sendo realizadas é proporcionar um momento de escuta e acolhimento aos adolescentes de Igrejinha, visando uma saúde mental mais adequada, e ressaltam a importância de proporcionar estas atividades aos adolescentes.

“Nosso apoio é de extrema importância para que eles consigam compreender a fase da adolescência com mais tranquilidade e saibam passar por ela com mais facilidade. É muito gratificante poder proporcionar uma semana como esta, repleta de palestras e conversas com profissionais que entendem do assunto e poderão ajudá-los em suas principais dúvidas”, destaca o colegiado do Conselho Tutelar.