Corpo de Bombeiros de Parobé será contemplado com um novo caminhão

Veículo utilizado atualmente é do ano de 1997
Publicado em 26/08/2021 10:59 | Atualizado em 26/08/2021 11:54 Off
Por Cleusa Silva
Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros Militar

Uma das seis corporações gaúchas a ser selecionada para um projeto da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP), o Corpo de Bombeiros de Parobé será contemplado com um novo caminhão auto bomba tanque, veículo utilizado nas ocorrências de incêndio.

O caminhão, que será adquirido através do Fundo para Reconstituição de Bens Lesados (FRBL), vinculado ao Ministério Público, faz parte de uma iniciativa da SSP, que tem como objetivo substituir as viaturas de combate a incêndio mais antigas em uso no Rio Grande do Sul. Além de Parobé, também serão contemplados os municípios de Ibirubá, Giruá, Barra do Quaraí, Quaraí e Tapera.

Conforme o comandante dos bombeiros de Parobé e Taquara, tenente Waldemar David Pereira Dias, o caminhão Mercedes-Benz/L1620, utilizado no quartel de Parobé, tem capacidade para seis mil litros de água. O veículo de 1997, um ano antes da fundação do quartel, foi doado ao município por uma empresa de calçados, por meio de um termo em que a prefeitura de Parobé cede seu uso ao Governo do Estado, e foi adaptado como um caminhão auto bomba.

Este veículo, que por vezes recebe o apoio de uma viatura reserva, cedida pelo batalhão de São Leopoldo, não possui força suficiente para chegar em alguns pontos mais altos do município, e também não tem um espaço adequado para transportar a guarnição e os equipamentos necessários para o atendimento das ocorrências.

“Ainda não temos uma data definida para a chegada deste novo caminhão. Mas saber que, em breve, não precisaremos mais comprometer nossos recursos com o reparo e melhorias da nossa viatura já nos deixa muito felizes”, comemora tenente Dias.

O projeto da Secretaria Estadual de Segurança Pública pretende trocar as viaturas de combate a incêndio que tenham mais de 10 anos de uso, mantendo uma frota com o ano de fabricação igual ou superior a 2010.

>> Deixe sua opinião: