Evento de apresentação marca nova fase do projeto de restauro da ‘Casa de Pedra’ em Igrejinha

Depois de restaurada a Casa de Pedra espera ser um importante espaço de cultura, visitação turística e convivência.
Publicado em 22/11/2021 15:32 Off
Por Alan Júnior

Fotos: Renato Salomom/Prefeitura Igrejinha

Cultivar a história de um lugar é lutar para manter sua identidade. Esse foi o propósito que conduziu a noite da última quinta-feira (18), em que os arredores da Casa de Pedra serviram de palco para o lançamento do vídeo institucional voltado a evidenciar a importância do projeto de restauração. A noite contou também com apresentações artísticas e presenças de componentes da administração do Município de Igrejinha, representantes das associações fundadas no prédio (a exemplo da Associação Cultural e Recreativa 13 de Janeiro e o CTG Sentinela da Tradição) e empresários da região. 

O restauro tem o intuito de preservar e evidenciar a arquitetura do prédio, respeitando sua originalidade e trazendo uma nova função. Durante o evento, foram destacadas as fases do projeto, que preveem, inicialmente, a restauração, seguida da construção de um anexo destinado a atividades culturais. Depois de finalizadas as obras, a Stein Haus, “Casa de Pedra” em alemão, se tornará uma referência cultural, conectando áreas culturais como patrimônio, memória, música, canto, dança, língua, entre outras. 

O prefeito Leandro Hörlle acredita que o restauro será essencial para manter viva a cultura da cidade, além de oferecer aos igrejinhenses e moradores da região uma nova opção de lazer e convivência. “O projeto desenvolvido para o espaço aconchegante, que preserva e evidencia as belezas deste prédio histórico, personagem de fatos relevantes da imigração alemã para a nossa região. Será mais um atrativo turístico e cultural para que turistas conheçam nossa cidade”, destaca o prefeito.

A preocupação em valorizar o espaço simboliza o desejo de cultivar a história de Igrejinha e da própria imigração na região. Construída por Tristão Monteiro no ano de 1862, a casa recebeu os primeiros imigrantes alemães que chegaram na região, assim como serviu de pousada para operários da via férrea, armazém para secos e molhados, entre outros usos.

“Imagino que a Casa de Pedra será um dos pontos mais visitados da região, devido ao seu peso histórico e as atividades culturais que virão a ser promovidas. Será o novo vetor de desenvolvimento, daquela região da cidade para o mundo todo”, aponta o secretário de Turismo e Cultura de Igrejinha, Juliano Müller.

Estão envolvidos no desenvolvimento do projeto diferentes profissionais técnicos junto a administração municipal. Além disso, o grupo pretende criar uma Associação de Amigos da Casa de Pedra com o intuito de possibilitar a gestão sustentável do espaço, a fim de incentivar a economia criativa na região. 

Nos próximos meses, o projeto segue em busca do apoio financeiro de empresas da região. O objetivo é trazer novos parceiros para viabilizar o início das obras que serão financiadas com o recurso estadual através da Lei de Incentivo à Cultura e por meio da Lei Rouanet. Vale salientar que o projeto está dividido em três etapas devido ao teto máximo de captação de recursos.

A noite foi um passo importante para o envolvimento de possíveis patrocinadores. Desde 2010, a Casa de Pedra é reconhecida como Patrimônio Histórico Estadual e o evento realizado consolida uma nova etapa deste projeto de restauração que se projeta sobre os 160 anos da casa (a ocorrer em 2022) e sobre os 200 anos da imigração alemã no Brasil (a ocorrer em 2024).

>> Deixe sua opinião: