Formato da Expocampo de 2019 poderá ter alterações em Taquara

Prefeitura estuda realizar o evento conforme necessidades dos produtores.
Publicado em 07/12/2018 13:00 | Atualizado em 08/12/2018 09:31 Off
Por Vinicius Linden

A realização da 34ª edição da Expocampo – Exposição Feira-Agropecuária de Taquara, em 2019, começou a ser avaliada pela administração municipal e por representantes de entidades. Uma reunião foi promovida na quarta-feira (5) entre o prefeito Tito Lívio Jaeger Filho e membros ligados ao setor agropecuário. O chefe do Executivo manifestou a ideia de formatar o evento conforme as necessidades dos produtores.

“Por ser uma iniciativa de caráter agropecuário, queremos promover um evento que agrade, principalmente, os nossos produtores. Foi nos sugerido que a feira volte ao formato anterior e estamos avaliando esta questão, que acho bastante pertinente”, mencionou Tito. O prefeito solicitou aos organizadores o levantamento, tanto estrutural, como de segurança e investimento, para que seja analisada a realização da Expocampo no próximo ano.

Segundo a Prefeitura, uma proposta sugerida no encontro foi de que o Conselho Municipal de Desenvolvimento Agropecuário (Comagro) assuma a administração da feira, em parceria com o Executivo e demais entidades. No entanto, uma nova reunião será realizada, na segunda-feira (10), com a representação do Conselho a fim de avaliar o assunto.

Participaram do encontro os patrões do CTG O Fogão Gaúcho, Auro Paulo Sander e Vânia Port; o produtor Rogério Paiva e os representantes do Conselho Municipal de Desenvolvimento Agropecuário – COMAGRO: secretário de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Meio Ambiente, Dircinei Antonelo; representando o Sicredi, Marciane Lopes Pacheco; representando a Emater, Carine Gross de Barro e Roberto Machado Pacheco e o presidente da Arpled – Associação Regional de Produtores de Leite e Derivados, Sérgio Munari.

Reunião do prefeito Tito com representantes de entidades ocorreu no gabinete do Executivo. Divulgação/Magda Rabie

>> Deixe sua opinião: