Funcionário do Posto 24h de Taquara é investigado por possível caso de estupro

Delegada Rosane de Oliveira esclarece que caso não tem nenhuma relação com a Secretaria de Saúde
Publicado em 13/08/2021 10:32 Off
Por Rádio Taquara

Na tarde de quinta-feira (12), um funcionário do Posto de Saúde 24h, em Taquara, foi levado do trabalho por agentes da Polícia Civil para a apuração de fatos relacionados a um possível caso de estupro.

Conforme a administração municipal, o atendente do guichê da unidade de pronto atendimento foi conduzido até a Delegacia de Polícia (DP) de Taquara para a apuração de uma denúncia, que não teria relação com seu trabalho. Ainda assim, a secretaria de Saúde decidiu exonerar o servidor.

Em contato com a delegada titular da DP de Taquara, Rosane de Oliveira, nossa reportagem foi informada de que o suspeito não foi preso, apenas foi levado em casa para cumprimento de mandado de busca e apreensão e depois ouvido na delegacia, e garantiu que o caso não tem nenhuma relação com a prefeitura de Taquara.

“Esse caso não tem nenhuma vinculação com a secretaria de Saúde. O que aconteceu é que o suspeito foi encontrado no posto de saúde quando foi convidado pelos policias para ir até a sua residência, onde foi cumprido o mandado de busca e apreensão, conforme ordem judicial. Posteriormente, ele foi convidado para comparecer na delegacia de polícia para prestar depoimento, o que ele fez, de livre e espontânea vontade”, contou a delegada Rosane.

Na residência foram apreendidos celulares, notebooks e outros objetos que poderiam ter relação com o delito. Segundo a delegada Rosane, a ocorrência ainda está em andamento.

“Ele foi acusado, mas não indiciado formalmente. Agora eu darei início ao inquérito policial”, explicou a delegada titular da DP de Taquara.

>> Deixe sua opinião: