Hospital Bom Jesus fará mutirão para primeiras consultas de oncologia em Taquara

Conforme a casa de saúde, atendimentos serão em três especialidades, com o objetivo de reduzir filas de espera
Publicado em 25/08/2021 14:29 | Atualizado em 25/08/2021 14:30 Off
Por Alan Júnior
Foto: Magda Rabie/Prefeitura de Taquara

O Hospital Bom Jesus (HBJ), de Taquara, receberá neste sábado, 28 de agosto, um mutirão para a realização de atendimentos na área da oncologia. O objetivo será zerar a fila de espera para as primeiras consultas do tratamento contra o câncer, em três diferentes especialidades.

Estarão disponíveis, ao todo, 41 consultas para a dermatologia, 42 para a urologia e outras 18 consultas para cabeça e pescoço. Os atendimentos serão para toda a Região 6 de Saúde do Rio Grande do Sul, que abrange as cidades de Taquara, Cambará do Sul, Igrejinha, Parobé, Riozinho, Rolante, São Francisco de Paula e Três Coroas. Estes pacientes são pessoas que já estão cadastradas no Sistema Nacional de Regulação (Sisreg) das Secretarias Municipais de Saúde de cada cidade.

“Ou seja, são pessoas que já aguardavam por este atendimento, e que não pôde ser realizado antes em razão da alta nas internações por Covid-19. Estávamos com muita demanda de urgência no hospital para tratar pacientes com coronavírus. E agora, com este mutirão, será possível desafogar as consultas e dar sequência nos tratamentos dessas pessoas”, explica a diretora geral do Hospital Bom Jesus, Marisete Dalmolin.

Cada paciente será chamado pelas Secretarias de Saúde de seu Município, e o Centro de Diagnóstico e Imagem (CDI) do HBJ também confirmará as consultas. A distribuição do número de consultas por cidade varia de acordo com o tamanho da população e com a demanda local por atendimentos naquela área específica. Após o atendimento inicial, cada paciente terá o seu devido encaminhamento, que pode ser quimioterapia, cirurgia ou radioterapia, por exemplo.

Importância da primeira consulta

Em Taquara, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está fazendo os chamados de pacientes que aguardam pela primeira consulta. A secretária de Saúde, Ana Maria Rodrigues, destaca que o mutirão é importante para ser o passo inicial ao tratamento oncológico. “Esse é o nosso objetivo sempre, de oportunizar ao paciente a ingressar no serviço de oncologia e ter todos os encaminhamentos necessários para a continuidade de cada atendimento”, ressalta.

Marisete completa que as consultas deste sábado são boas para o hospital e, principalmente, para os pacientes. “A luta contra o câncer não é fácil, e quanto mais cedo começar o tratamento, maiores são as chances de cura da doença.” A diretora comenta também que já está em estudo a abertura de data para um mutirão voltado aos atendimentos de mastologia e ginecologia. O mutirão no Hospital Bom Jesus funcionará no sábado, 28 de agosto, das 8h às 12h.

>> Deixe sua opinião: