Hospital de Taquara: Scopel paga primeira parcela do 13º e anuncia plano de recuperação financeira

Entidade gestora da casa de saúde taquarense quer lançar calendário para pagamento de débitos atrasados.
Publicado em 17/01/2020 15:29 | Atualizado em 20/01/2020 14:28 Off
Por Vinicius Linden

A Associação Beneficente Silvio Scopel, gestora provisória do Hospital Bom Jesus, de Taquara, anunciou, nesta sexta-feira (17), a tomada de medidas para recuperar o equilíbrio e a sustentabilidade da casa de saúde. Nesta semana, na segunda-feira (13), diretores do hospital concederam entrevista à Rádio Taquara e elencaram a questão financeira como um dos principais pontos a serem resolvidos no tocante ao Bom Jesus. Segundo o anunciado, será lançado um calendário para pagamento de débitos atrasados com médicos e fornecedores.

Sobre o décimo terceiro salário de funcionários, a entidade informou, nesta quinta-feira (16), o pagamento da primeira parcela do compromisso com os funcionários. O vencimento de 2019 foi parcelado pela instituição gestora do hospital em quatro vezes, devido às dificuldades financeiras do hospital.

A Scopel informou que terá início no próximo domingo (19), no escritório da entidade em Santa Cruz do Sul, uma série de reuniões que terão como objetivo estudar, formalizar e, posteriormente, apresentar à população um planejamento financeiro para o Hospital Bom Jesus. A entidade afirma que estas reuiões apontarão, mediante relatórios, as dificuldades financeiras da instituição e, com base nestas informações, será elaborado um planejamento de recuperação financeira e do que efetivamente será feito para resolver todas as pendências.

O encontro, que contará com a presença da superintendência da Associação Silvio Scopel, juntamente com uma empresa de auditores independentes, consultores em gestão hospitalar, associados e com o diretor do Hospital Bom Jesus, Edson Izolan, analisará e traçará metas para as resoluções. A Scopel citou os seguintes pontos que pretende tomar medidas:

  • Mudança no calendário de pagamento divulgado pelo estado e que culminou no atraso de salário dos colaboradores;
  • Calendário de quitação de débitos atrasados de médicos e serviços terceirizados;
  • Avaliação do real custo financeiro do Hospital Bom Jesus;
  • Relatório que irá apontar as razões pelas quais não houve o cumprimento de metas contratuais com as especialidades médicas;
  • Montagem de um calendário mensal de prestação de contas junto à câmara municipal de vereadores e órgãos fiscalizadores;

Ainda conforme a entidade, devido à urgência e complexidade deste planejamento, as reuniões serão realizadas durante toda a semana do dia 20 de janeiro até 24, e também no final de semana nos dias 25 e 26.

>> Deixe sua opinião: