Igrejinha disputa instalação de megaloja da Havan

Administração municipal está conversando com a empresa desde 2017.
Publicado em 01/02/2018 15:21 Off
Por Vinicius Linden

Membros da administração municipal e diretoria da Havan tiveram encontro em agosto do ano passado. Divulgação

O grupo Havan anunciou, nesta quarta-feira, que poderá investir quase R$ 2 bilhões no Rio Grande do Sul. São R$ 400 milhões destinados a três pequenas centrais hidrelétricas e R$ 1,5 bilhão em 50 lojas. A revelação feita pelo dono da empresa Luciano Hang agitou o estado e diversos municípios estão na disputa para ser a porta de entrada da Havan no Rio Grande do Sul. A região também está no páreo por aquela que é considerada a maior loja de departamentos do Brasil e que possui sede em Santa Catarina: Igrejinha conversa com a direção da empresa desde 2017.

Segundo o revelado pela prefeitura, desde 2017 está sendo negociada a possibilidade de instalação de uma unidade da Havan às margens da ERS-115. Em agosto, o prefeito Joel Wilhelm, o secretário de Administração, Leandro Horlle, e o chefe de gabinete Vinicio Wallauer estiveram na sede da empresa, em Brusque (SC). Na ocasião, se reuniram com Luciano e Nilton Hang, da diretoria, e se colocaram à disposição no sentido de viabilizar a instalação da unidade no município.

De acordo com o prefeito Joel, a administração não tem medido esforços no sentido de buscar investimentos que gerem emprego e renda para o município. “Continuamos em contato direto com a Havan e vamos brigar muito para que possamos ter uma das primeiras lojas aqui na nossa cidade”, comentou o chefe do Executivo. Atualmente, a Havan tem 107 lojas, em 15 estados, nenhuma no Rio Grande do Sul, onde a marca tenta entrar desde o fim dos anos 90, mas o diretor Luciano sempre falou de entraves que atrapalhavam a vinda da empresa para o estado.

 

>> Deixe sua opinião: