Imunização contra a gripe: confira quais municípios já liberaram a vacina para todos os públicos

Até o momento, foram imunizados apenas 42% do público-alvo do país
Publicado em 06/07/2021 08:35 | Atualizado em 06/07/2021 08:37 Off
Por Cleusa Silva
Divulgação/Tânia Rêgo (Agência Brasil)

Até então restrita a certos grupos prioritários, como gestantes e idosos, a imunização contra o vírus Influenza (gripe) foi liberada pelo Ministério da Saúde para que seja ampliada para todos os públicos. No Vale do Paranhana, apenas dois municípios optaram por aplicar o imunizante em todos os moradores.

Conforme o Ministério da Saúde, até o momento foram vacinados apenas 34,2 milhões dos 79 milhões de brasileiros que fazem parte dos grupos prioritários, o que representa cerca de 42% do público-alvo inicial para a campanha deste ano.

A recomendação é de que, quem está prestes a ser vacinado contra a Covid-19, a recomendação é tomar primeiro o imunizante contra o coronavírus. E então esperar, no mínimo, 14 dias para se imunizar contra a gripe.

A antecipação na liberação das vacinas contra o vírus Influenza para todos os públicos se dá em razão do aumento da incidência de doenças respiratórias neste período do ano, devido a queda das temperaturas em boa parte do país.

Até quinta-feira (08) as prefeituras de Taquara, Rolante, Riozinho e Igrejinha irão manter a vacinação contra a gripe para as pessoas com comorbidades, com deficiência permanente, integrantes de forças de segurança, de salvamento e armadas, caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo rodoviário de passageiros, trabalhadores portuários, funcionários trabalhando em prisões e unidades de internação, adolescentes cumprindo medidas socioeducativas em unidades de internação, e população privada de liberdade.

Já as prefeituras de Parobé e Três Coroas estão, desde segunda-feira (05), aplicando o imunizante contra o Influenza em todos os moradores, acima de seis meses de idade. Em todos os municípios do Vale do Paranhana, a vacinação contra a gripe está ocorrendo nas unidades básicas de saúde (UBSs), de acordo com os horários estipulados por cada local.

>> Deixe sua opinião: