Geral
  REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA

Moradores de Rolante recebem escrituras de seus terrenos no Loteamento Rubinho Franck

Projeto já contemplou 69 famílias
Fotos: Edna Cardoso/Prefeitura de Rolante

Implantado em Rolante no ano passado, o Projeto de Regularização Fundiária Urbana possibilitou que famílias moradoras da rua Leopoldo Franck, no Loteamento Rubinho Franck, recebessem as escrituras de seus terrenos. A entrega oficial, feita pelo prefeito Pedro Rippel, ocorreu na noite de terça-feira (26).

Com a implantação deste projeto, as primeiras escrituras foram entregues em dezembro de 2021, para 18 famílias do Beco 19 de Abril, no bairro Rolantinho, e em fevereiro deste ano 38 moradores do Loteamento João Ortenil, na localidade de Areia, receberam as escrituras de seus imóveis.

Conforme a prefeitura de Rolante, com a entrega ocorrida na terça-feira, das escrituras dos imóveis para 13 famílias, o Projeto de Regularização Fundiária Urbana já contemplou 69 famílias.

“É muito gratificante poder chegar nestas comunidades e sentir que conseguimos contribuir para a realização de um sonho destas famílias que parecia que nunca seria realizado. Estamos trabalhando incansavelmente para cumprir com os compromissos que firmamos através do nosso plano de governo e, acima de tudo, com o compromisso que temos de oferecer mais qualidade de vida para a nossa população”, frisa Pedro Rippel, prefeito de Rolante.

O Departamento de Regularização Fundiária, coordenado por Luciano Altneter (Nico), em parceria com a Procuradoria Jurídica do município e com o Registro de Imóveis de Rolante, segue trabalhando na Regularização Fundiária da localidade de Água Branca, com 48 famílias aguardando as escrituras; no Loteamento João Hiching, em Areia, composto por 14 famílias; no Loteamento Adão Caetano, na localidade de Alto Rolantinho, com 103 famílias; e no Loteamento Anildo Garcia, no Km 17, com 57 famílias aguardando o registro de seus imóveis.

“Faço questão de participar de momentos como este, onde vemos a alegria das pessoas quando recebem as escrituras e se tornam proprietárias, de fato e por direito, de seus imóveis. Isto é resgatar a dignidade destas famílias. O trabalho realizado pelo Departamento de Regularização Fundiária, diferente do que podem pensar, é difícil e delicado, além de demandar muita dedicação dos envolvidos. É através da união de esforços de todos os setores, junto com o Registro de Imóveis, que foi e continua sendo extremamente parceiro da Administração Municipal, que conseguimos colocar este projeto em prática e começar a mudar a vida de tantas pessoas”, salienta o Procurador Jurídico, Arthur Klein.

Para o industriário Marcelo Silva, 40 anos, morador da Rua Leopoldo Franck, receber a escritura de seu imóvel é uma grande vitória.

“Estávamos ansiosos por este momento, na expectativa para que este dia chegasse”, fala o morador do Loteamento Rubinho Franck.