Geral
  MÁQUINA NOVA

Nova retroescavadeira integra a frota de maquinários da Secretaria de Obras e Serviços de Taquara

O investimento de R$ 390 mil advém de recursos do Fundo Municipal da Defesa Civil.
Retroescavadeira foi entregue durante o 1º Taquara Campo.
Foto: Cris Vargas/Prafeitura de Taquara

A Secretaria Municipal de Obras e Serviços recebeu uma nova retroescavadeira que incluirá a frota de maquinários da secretaria. O investimento de R$ 390 mil advém de recursos do Fundo Municipal da Defesa Civil. “Graças às economias realizadas pela Prefeitura, adquirimos uma retroescavadeira novinha, com recursos próprios. É mais um investimento para a Secretaria de Obras cuidar da nossa cidade, trabalhando em demandas dos nossos moradores”, destacou a prefeita Sirlei Silveira durante a entrega da máquina.

Esta é a segunda retroescavadeira adquirida pela nova gestão municipal, segundo observa o secretário de Obras e Serviços, Bruno Cardoso. “Nesta semana abriremos uma licitação para a compra de mais quatro retroescavadeiras e no próximo mês receberemos um triturador de galhos adquirido com recurso do Meio Ambiente para o recolhimento e trituração dos galhos e dois caminhões tocos basculantes adquiridos com recurso do leilão”, lembra Bruno. Desde o início do atual mandato, o Município adquiriu para a secretaria uma retroescavadeira, 22 roçadeiras costais, uma roçadeira articulada, um soprador de folhas e uma placa vibratória para reparos em asfaltos e calçamentos.

O recurso próprio utilizado para a compra da nova retroescavadeira é obtido em razão das economias municipais, por meio do Fundo Municipal da Defesa Civil, conforme explica o secretário de Meio Ambiente, Defesa Civil e Causa Animal, Matheus Modler. “Esta máquina será utilizada para as obras públicas de um modo em geral, e para as obras que têm vinculação com a Defesa Civil, pois tratamos de obra pública, de planejamento, de drenagem, de troca de canos. São várias as situações em que conseguimos configurar o uso como sendo de Defesa Civil, utilizando os maquinários para evitar a ocorrência de desastres, por exemplo”, reitera o secretário.