Número de homicídios cresce 44% nos municípios do Paranhana

Outros indicadores, como furtos e assaltos, tiveram queda na região, segundo dados do governo.
Publicado em 09/01/2020 17:23 | Atualizado em 10/01/2020 23:20 Off
Por Vinicius Linden

Na contramão do Rio Grande do Sul, que encerrou 2019 com um dos menores índices de homicídios dos últimos 10 anos, o Vale do Paranhana acompanhou um crescimento nos crimes de morte no ano passado. O aumento foi de 44%, para 26 casos, contra 18 em 2018. O índice vinha caindo nos últimos anos na região, mas voltou a crescer em 2019. Também aumentou em 33% o número de vítimas dos homicídios, passando de 21 em 2018 para 28 em 2019. O município que lidera o índice de homicídios é Taquara (10 casos), seguido de Parobé (7) e Igrejinha (4) e Rolante (4), estes dois últimos empatados. Já Três Coroas registrou um homicídio e Riozinho nenhum.

Os dados foram divulgados pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP) na consolidação dos indicadores criminais de 2019. Vários dos indicadores tiveram queda em 2019 na região. Foi o caso dos latrocínios (roubo seguido de morte), que caíram de quatro em 2018 para nenhum no ano passado. Os assaltos caíram 18%, mas os roubos em que os bandidos têm como alvo os veículos das vítimas subiram 6,29%.

Segundo os dados, os furtos caíram 26% e o somatório de furto de gado diminuiu 55%. Os furtos de veículos caíram 9%. Já os crimes de estelionatos, golpes praticados contra vítimas na região, subiram 27% em 2019. Também aumentaram em 4% os crimes relacionados a armas e munições. Houve queda nos casos flagrados de posse de entorpecentes e de 10% nos crimes de tráfico de drogas.

Confira, abaixo, os indicadores na íntegra da criminalidade na região em 2019:

>> Deixe sua opinião: