Os artigos publicados no site da Rádio Taquara não refletem a opinião da emissora. A divulgação atende ao princípio de valorização do debate público, aberto a todas as correntes de pensamento.
Participe: jornalismo@radiotaquara.com.br
Publicado em 30/07/2021 16:16 Off

Pane no sistema do CNPQ e como isso atinge você (mesmo que você ache que não)

Julho foi um mês com vários temas interessantes para tratar e eu adoraria escrever sobre algo mais leve, como o Steam Deck ou do foguete bizarro de Jeff Bezos ou talvez de um assunto inusitado como a proibição da venda de computadores gastadores de energia nos EUA, mas apagão do CNPQ é mais urgente e nos afeta diretamente.

Primeiro é preciso explicar o que é o CNPQ e qual a importância estratégica para o país. O Conselho Nacional de Pesquisas foi criado em 1951 como um órgão de fomento para a pesquisa e produção tecnológica nacional. O objetivo era fazer com que as universidades nacionais conseguissem produzir soluções tecnológicas para o país e evitar a dependência tecnológica do Brasil em um mundo polarizado do pós Segunda Guerra. Na década de 1970, o órgão altera seu nome para Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, nome que utiliza até hoje, embora ainda utilize a sigla CNPQ. Desde então, o CNPQ é uma ferramenta de independência tecnológica que foi subutilizado por décadas. Graças ao investimento do CNPQ, o Brasil conseguiu produzir vacinas para doenças comuns em território nacional, ou soluções para a produção de alimentos, ou soluções utilizadas na indústria nacional. Vários projetos que passaram pelo apoio do CNPQ se tornaram empresas que geram diversos empregos de norte a sul do país.

No último dia 23 de Julho o sistema do CNPQ ficou fora do ar, em uma sequência de trapalhadas nunca vistas na história. Essa pane (que até a produção desse texto, não tinha sido resolvida) acarreta no atraso de diversos serviços prestados pelo CNPQ, como por exemplo, a seleção de novos fomentos para projetos de pesquisa ou pagamento de bolsas de pesquisa para acadêmicos de vários níveis. Até o momento, poucos detalhes foram dados sobre a causa da pane, mas as informações que são publicadas informam que o problema foi técnico, o que é irônico num órgão responsável pelo fomento de diversos projetos técnicos em áreas de tecnologia da informação.

Sejamos francos, em um momento de pandemia e daqui a alguns meses, de pós pandemia, onde precisamos rever diversas questões em relação a nossa segurança biológica e também rever procedimentos tecnológicos em relação ao trabalho (por exemplo, como vamos continuar a produzir itens essenciais durante uma próxima pandemia sem criar o risco de infectar os operários ?), a pesquisa no Brasil está paralisada e não existe uma perspectiva de melhorar essa situação. A pane no sistema do CNPQ é só mais um golpe na área de pesquisa e desenvolvimento do país. Talvez você pense: “Ok, mas e o setor privado ?”, e aqui temos duro golpe da realidade, o investimento privado em pesquisa e desenvolvimento é ínfimo no Brasil, e na verdade, não é muito melhor no exterior. Pesquisa é um processo longo e algumas vezes, caro, que muitas vezes demora anos até dar um resultado (quando o resultado é obtido, pois ele compete com outras soluções em tempo real), não é do interesse privado apostar em pesquisas que não terão um resultado a curto prazo e que, especialmente, seja utilizado apenas pela empresa que desenvolveu a pesquisa.

Muitas vezes escrevo essa coluna imaginando quando vou tratar de um tema incrível desenvolvido no Brasil, mas com a situação da pesquisa nacional, vejo poucas chances de tratar de algum assunto que não seja envolvendo especulação. Para o leitor, é importante notar que a falta de investimento em pesquisa, antes de qualquer coisa, dificulta sua vida, já que o país se torna um importador de tecnologia de qualquer tipo e sem alternativas nacionais, ficamos reféns da situação externa, tanto cambial, quanto de estoques, basta ver a nossa situação em relação a computadores durante a pandemia, cujo os preços subiram vertiginosamente e a qualidade dos computadores vendidos caiu quase na mesma proporção. Então, apoie a pesquisa nacional, enquanto ainda temos órgãos como o CNPQ, pois sem ele, voltaremos a ser uma sociedade agrária e subdesenvolvida, sem chances de prosperar no mundo que nos espera amanhã.

Por Guilherme Schirmer da Costa
[Leia todas as colunas clicando aqui]

>> Deixe sua opinião:
Os artigos publicados no site da Rádio Taquara não refletem a opinião da emissora. A divulgação atende ao princípio de valorização do debate público, aberto a todas as correntes de pensamento.
Participe: jornalismo@radiotaquara.com.br