Parceria entre hospital de Igrejinha e Associação Brasileira de Odontologia amplia atendimento a pessoas com deficiência

Oito dentistas acompanhados das professoras do curso passam a realizar 60 consultas e 60 procedimentos, diminuindo o tempo de espera
Publicado em 19/08/2021 15:21 Off
Por Alan Júnior
Foto: Renata H. G. Eidelwein/Relações Públicas

Uma parceria firmada entre o Hospital Bom Pastor (HBP), de Igrejinha e a Associação Brasileira de Odontologia (ABO-RS) possibilitará a ampliação do atendimento odontológico a pacientes com deficiência. Referência pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para 89 municípios, a casa de saúde atende mensalmente 30 consultas e 30 procedimentos. Com a pandemia os atendimentos tiveram que ser suspensos, aumentando a demanda reprimida.

A UniABO iniciou no dia 17 de julho, nas dependências do HBP, as atividades do curso de Especialização em OPNE. Oito dentistas acompanhados das professoras do curso Isabel Sasada, Marcela Cancino e Caroline Dillenburg realizarão, a partir do próximo final de semana, mais 30 consultas e 30 procedimentos, diminuindo o tempo de espera dos pacientes.

Conforme explica Isabel, o curso capacita os profissionais a atenderem tanto as pessoas com deficiência como pessoas com outras necessidades especiais. “Muitos pacientes têm necessidades especiais, mas não tem deficiência, como outras síndromes genéticas, diabéticos, anticoagulados, transplantados, doentes renais crônicos, entre outras”.

Segundo o presidente da ABO-RS João Batista Burzlaff a parceria entre a associação e o hospital favorece  e qualifica sobremaneira o ensino da especialidade, ao mesmo tempo que leva o expertize da ABO para o atendimento dos pacientes com necessidades especiais e/ou deficiência no Hospital Bom Pastor, tanto em nível ambulatorial quanto em bloco cirúrgico.

“Para nós da ABO estar junto com o Hospital Bom Pastor nesta parceria representa um momento histórico, uma vez que permitirá a potencialização da nossa capacidade de atendimentos, além da possibilidade da multiplicação de serviços que poderão ser oferecidos a comunidade”, finaliza o presidente.

>> Deixe sua opinião: