Pirisa será apoiadora do projeto de revitalização da Casa Vidal

Administração de Taquara está captando apoiadores por meio da lei de incentivo à cultura.
Publicado em 07/02/2018 14:18 | Atualizado em 07/02/2018 14:19 Off
Por Vinicius Linden

Autoridades municipais e diretoria da Pirisa celebraram a parceria. Divulgação/Cleusa Silva

O projeto de revitalização da Casa Vidal, considerado o imóvel mais antigo ainda existente em Taquara, está conquistando mais um apoiador. A administração municipal anunciou que a Pirisa Piretro Industrial S.A., tradicional indústria de inseticidas, se somará à iniciativa. O anúncio aconteceu em reunião do vice-prefeito Hélio Cardoso Neto com o gerente da companhia, Luiz Henrique da Silva Lucena. Após receber o portfólio de revitalização e analisar as formas de contribuir ao projeto, a diretoria da Pirisa decidiu aliar sua marca à proposta cultural.

A Pirisa foi fundada em 1952 e é a única fabricante de butóxido de piperonila na América Latina, matéria-prima usada na produção de inseticidas domésticos, sendo reconhecida nacional e internacionalmente devido ao seu relacionamento com as principais indústrias do ramo no mercado brasileiro e com as maiores multinacionais da área. “Desde 2012, quando completamos 60 anos de atividade, estamos investindo em novas instalações industriais e na construção de maquinário específico para produção de fibra repelente, sempre procurando atender nossos clientes cada vez melhor”, relatou Lucena, sobre as atividades da empresa.

Desenvolvido pela Patrimonium Gestão e Produção Cultural e Forma Arquitetura, e cadastrado na Lei de Incentivo à Cultura (LIC), o projeto de revitalização da Casa Vidal tem o valor total estimado em R$ 2,5 milhões, seguindo todo o rigor técnico exigido pelas cartas patrimoniais internacionais, além da readequação dos espaços que serão utilizados para atividades culturais. Concluída a restauração, que prevê ainda a instalação de elevador e locais com acessibilidade universal, a Casa Vidal passará a abrigar o acervo do Museu Municipal, do Arquivo Municipal e da Biblioteca Pública Municipal, além de salas para oficinas culturais, para exposição museológica, de apoio para atendimento ao público em geral e cafeteria.

O benefício fiscal para a empresa patrocinadora será de 100% do valor repassado ao projeto da LIC/RS, devendo ser feito um depósito na conta do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) referente a 5% para projetos de construção e restauração do patrimônio. Em contrapartida, a empresa patrocinadora terá sua marca divulgada em anúncios de jornal, rádio e redes sociais, placa de obra e quadro de homenagens, feito em aço escovado, que ficará permanentemente exposto após a conclusão da obra.

Interessados em aliar sua marca a esse projeto cultural devem entrar em contato com Cristina Seibert Schneider, Gestora Cultural da Patrimonium Gestão e Produção Cultural e Forma Arquitetura – responsável pelo desenvolvimento do projeto, através do telefone 99682-2677 ou pelo e-mail cristinapatrimonium@terra.com.br.

Também participaram da reunião ocorrida na Pirisa a diretora-geral de Planejamento da Administração Municipal de Taquara, Josiane Cristina da Rosa; a Gestora Cultural da Patrimonium Gestão e Produção Cultural e Forma Arquitetura – responsável pelo desenvolvimento do projeto, Cristina Seibert Schneider; e Anderson Miguel Christ, assistente financeiro administrativo da Patrimonium.

>> Deixe sua opinião: