Polícia Civil de Igrejinha desarticula quadrilha que fraudava aluguel de casas de praia

Anúncios falsos publicados na internet fizeram diversas vítimas na região.
Publicado em 08/02/2018 16:19 Off
Por Vinicius Linden

A Polícia Civil, através da Delegacia de Igrejinha, informou que desarticulou quadrilha responsável por fraude envolvendo o aluguel de casas de praia. A corporação, após o recebimento de diversas ocorrências noticiando aluguel anunciado no site OLX, registros oriundos de Caxias do Sul, Capão da Canoa e Esteio, identificou três mulheres e um presidiário como sendo os responsáveis pelo crime. Além disso, um adolescente também foi identificado como responsável por sacar o dinheiro para a quadrilha.

Conforme informações passadas pela Polícia Civil, uma das três mulheres, J.R.D.S., de 30 anos, e seu companheiro J.G.F., 26 anos, o qual está preso na Penitenciária de Montenegro, são os principais articuladores da fraude, que consistia no anúncio de uma casa na praia de Xangri-lá para aluguel no verão deste ano. Todavia, ao efetuar o pagamento dos valores ajustados em contrato enviado por e-mail, as vítimas ficavam sabendo que a casa, na realidade, não existia.

Além do casal, mais duas mulheres, N.V.D.S., 32 anos, e R.C.D.S., 36, participavam dos crimes fornecendo suas contas bancárias para depósito. Segundo a polícia, a companheira do presidiário pagava, ainda, a quantia de R$ 20,00 para que um adoelscente, morador de Igrejinha, também identificado após captação de imagens de vídeo junto à agência bancária, se dirigisse até a instituição financeira para a retirada dos valores depositados e obtidos com a fraude. As mulheres envolvidas foram encaminhadas à Delegacia de Polícia para interrogatório e, juntamente com o presidiário, serão indiciadas pela prática dos crimes de estelionato, formação de quadrilha e corrupção de menor.

 

>> Deixe sua opinião: