Polícia
  PRISÃO EM PAROBÉ

Polícia Civil de Santa Maria prende morador de Parobé suspeito de participar do golpe do falso depósito

Crime ocorreu no dia 29 de junho de 2022
Fotos: Divulgação/Polícia Civil

Na segunda-feira (1º), a Polícia Civil de Santa Maria prendeu um morador de Parobé como suspeito de participar do golpe do “falso depósito”. Durante a ação, coordenada pelo delegado André Sesti Diefenbach, titular da Delegacia de Repressão as Ações Criminosas Organizadas (DRACO), com o apoio de agentes da 1ª DP de Santa Cruz do Sul e da DP de Parobé, também foram presos um homem, de 28 anos, em Santa Maria, e uma mulher, de 30 anos, em Santa Cruz do Sul.



Segundo investigações, após as vítimas anunciarem uma venda nas redes sociais os criminosos entravam em contato e, após negociações, simulavam uma transferência bancária para levar o item anunciado, sem concluir o pagamento.

O casal, formado pelo homem preso em Santa Maria e a mulher presa em Santa Cruz do Sul, percorriam diversas cidades do Rio Grande do Sul para aplicar o golpe e, assim que conseguiam os produtos, faziam o encaminhamento para outra cidade.

No dia 29 de junho de 2022, na rua Visconde de Pelotas, na Praça da Locomotiva, em Santa Maria, após o casal levar uma placa de vídeo e uma fonte de computador, avaliados em R$ 3.500,00, os objetos teriam sido enviados para o morador de Parobé.

Durante o mandado de prisão preventiva cumprido em Parobé, a Polícia Civil de Santa Maria prendeu o homem, de 44 anos, por posse de arma de fogo e receptação, e cumpriu um mandado de busca e apreensão na residência do detido.

Os três detidos, que já possuem antecedentes criminais, também estão sendo investigados pela prática de outra forma de estelionato, com operação semelhante, ocorrida no bairro Lorenzi, também em Santa Maria. E o casal também está sendo investigado por outros três crimes ocorridos em Santa Maria, entre os dias 28 a 30 de junho, e também nas cidades de Santiago e São Francisco de Assis, entre 04 a 05 de julho.