Polícia Civil divulga resultados da operação Anjos da Lei

Iniciativa visa a combater o tráfico de drogas nas proximidades de escolas.
Publicado em 20/02/2018 16:51 Off
Por Vinicius Linden

A Delegacia Regional de Gramado divulgou, nesta terça-feira, os resultados da operação Anjos da Lei, que iniciou em março de 2017 com vistas a reprimir o tráfico de drogas e outros crimes no entorno de escolas em nove municípios que integram a sua área de atribuição. Entre estes municípios, estão Taquara, Igrejinha, Rolante, Riozinho e Três Coroas, no Vale do Paranhana. A operação permanente visa a detectar a presença dos traficantes nestes locais, separando-os dos usu´raios de drogas, para que todos sofram as consequências penais de suas condutas de forma correta.

A operação foi denominada de Anjos da Lei em referência a um seriado americano dos anos 80, no qual um grupo de jovens policiais se infiltrava nas escolas para investigar crimes cometidos por alunos e indivíduos de suas relações. Segundo a polícia, a iniciativa tem amparo na Lei Antidrogas, que sanciona com dois terços a mais de pena aquele traficante que vende entorpecentes nas dependências ou imediações de estabelecimentos prisionais, de ensino ou hospitalares, de sedes de entidades estudantis, sociais, culturais, recreativas, esportivas ou beneficentes.

Para sua execução, são destacados agentes policiais para acompanhamento do entorno das escolas sabidamente alvos dos traficantes. A observação do agente treinado sobre a movimentação escolar consegue diferenciar o traficante do usuário, eis que essa é uma das táticas utilizadas pelos criminosos para dificultar sua prisão. Trazendo pequenas quantidades de entorpecentes, os traficantes, ao serem abordados, se dizem usuários, frustrando a autuação em flagrante diante pela autoridade policial, que não tem informações suficientes e seguras para enquadrá-los como traficante. Porém, com relatórios de campanas, filmagens e fotografias, mesmo estando o suspeito com pequena quantidade de droga e se dizendo usuário, poderá ser autuado em flagrante por tráfico, com absoluta segurança jurídica.

Durante a operação, no ano de 2017, foram realizadas mais de trinta ações nas cidades de Gramado, Canela, São Francisco de Paula, Cambará do Sul, Igrejinha, Três Coroas, Taquara, Rolante e Riozinho, quando os agentes realizaram quarenta e três prisões, além da apreensão de quatro adolescentes infratores e apreensão de significativa quantidade de entorpecentes. As maiores apreensões foram de maconha, com mais de 30 quilos, além de 1.480 pedras de Crack e quase 100g de cocaína. Além disso,foram apreendidas diversas armas de fogo, armas brancas (facas)e objetos trocados por drogas em poder dos traficantes.

A Delegacia de Taquara participou da operação com a realização de seis ações, totalizando a apreensão de mais de nove quilos de maconha, quatro gramas de cocaína, 126 pinos utilizados para a venda de cocaína, dois rádios HTs. Todos os materiais, segundo o delegado Ivair Matos Santos, foram apreendidos nas proximidades de diversos estabelecimentos de ensino.

A operação está sendo reiniciada em 2018, com o retorno das atividades escolares.  Segundo o delegado regional Heliomar Franco, “por mais que importantes palestras de prevenção cheguem até os estabelecimentos de ensino, elas são eventuais e esporádicas, ao contrário da ação dos traficantes que estão próximos – e, às vezes, até dentro – das escolas e universidades, diariamente oferecendo drogas a estudantes”.

>> Deixe sua opinião: