Polícia
  CRIME

Polícia identifica quadrilha de mulheres responsável por furto em Três Coroas

Grupo furtou duas TVs de tela plana de estabelecimento no Centro.
Veículo utilizado pelo grupo criminoso foi abordado em Santa Cruz. Divulgação/PC

A Polícia Civil, através de investigação promovida pela DP de Três Coroas, informou que elucidou a prática de furto de televisores ocorrido em uma loja do Centro do município no dia 12 de julho. Na ocasião, duas TVs de tela plana foram subtraídas do estabelecimento, em crime com a participação de quatro mulheres.



Conforme o delegado Ivanir Luiz Moschen Caliari, responsável pela invesigação, as mulheres agem conforme um modo antigo, em ação promovida por muitos anos pela chamada “Gangue das Gordas” em Porto Alegre. Elas adentram no estabelecimento separadamente, fazendo-se passar por diferentes clientes, para confundir e ludibriar os atendentes, enquanto os objetos são subtraídos. Conforme o delegado, até mesmo eletrodomésticos grandes como televisões, como se percebeu nas imagens de monitoramento do estabelecimento e do município de Três Coroas, saõ passíveis de serem furtados pela quadrilha sem que haja percepção por parte dos funcionários.

Após consumarem o furto, as mulheres se reuniram e entraram num veículo Ford Ka prata que estava sendo conduzido por um homem, para em seguida deixarem a cidade em direção à região metropolitana, imagens também flagradas pelas câmeras do município. Com as imagens das suspeitas, os policiais passaram a pesquisar crimes semelhantes ocorridos na regiao dos vales do Paranhana e Sinos.

Diante disso, foram identificadas as quatro como tendo sido presas em flagrante por prática de crime idêntico em outra rede de lojas, em junho, com subtração de notebook e televisores, desta vez em São Leopoldo. Neste caso, elas obtiveram liberdade provisória e foram soltas pela Justiça no dia seguinte.

Com a informação exata da placa do veículo utilizado para transportar as mulheres, os policiais civis de Três Coroas conseguiram identificar, na manhã do dia 18 de julho, passagem do automóvel suspeito no município de Santa Cruz do Sul. Com apoio da Brigada Militar daquele município, foram abordadas as quatro suspeitas, de 25, 32, 19 e 21 anos, todas moradoras de Porto Alegre. Já o motorista, de 49 anos, estava cumprindo pena em regime domiciliar e alegou que trabalhava como motorista de aplicativo e conduzia as quatro mulheres.

Após a abordagem, o veículo Ford Ka utilizado no crime de Três Coroas foi apreendido e os cinco suspeitos foram encaminhados à Delegacia de Polícia de Santa Cruz, onde foram interrogados e posteriormente liberados, por não estarem em situação de flagrante delito, tendo sido providenciada a comunicação ao sistema prisional acerca descumprimento da prisão domiciliar pelo motorista. A proprietária do veículo apreendido, tia do motorista, compareceu na DP de Três Coroas e ressarciu financeiramente a loja três-coroense pelo prejuízo ocasionado pela organização criminosa, valores que foram encaminhados à gerente do estabelecimento comercial. Além disso, os cinco investigados responderão a inquérito policial por furto qualificado pelo concurso de pessoas e organização criminosa.