Geral
  ESCLARECIMENTO

Prefeitura de Taquara esclarece processo de demissões em virtude da queda de receita

De acordo com a administração municipal, até o momento, ninguém foi exonerado de suas funções

Questionada pela reportagem da Rádio Taquara sobre o número de professores que supostamente teriam sido demitidos pela Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes (Smece), assunto mencionado durante a sessão da Câmara Municipal de Vereadores, na noite de terça-feira (12), e questionado por nossos ouvintes, na manhã desta quarta-feira (13), a prefeitura de Taquara informou que, até o momento, nenhum servidor público foi demitido. E reforçou que as demissões em razão da redução da alíquota de ICMS irão ocorrer em várias secretarias, não apenas na Educação.

Em nota, a administração municipal de Taquara destaca que outros municípios também deverão promover cortes e ajustes, ocasionados pelo impacto da queda de recursos da alíquota de ICMS.

“Os cortes de contratos e estágios fazem parte das medidas de economia, em razão da redução da alíquota de ICMS e consequente queda nos repasses para o Município. Outras ações estão previstas, como redução de horas extras, pausa em compras e contratações que não sejam essenciais, um leilão de bens inservíveis, entre outras medidas que já foram anunciadas”, informa o comunicado.

Em relação às demissões de professores e servidores da secretaria de Educação, a prefeitura de Taquara informa que, até o momento, ninguém foi demitido. E que essas demissões, que fazem parte dessas medidas de economia, ocorrerão em outros setores da administração municipal.

“Os desligamentos ainda irão ocorrer, e não serão apenas na Educação, haverá corte de contratos temporários e estagiários em vários setores e secretarias. Então, seria imprudente falar em números e de que pastas ocorrerão estes cortes agora, pois ainda não ocorreram e estão em fase de processamento”, relata a prefeitura de Taquara.