Programa Centelha irá selecionar mais de 1000 startups em todo RS

Iniciativa visa estimular ecossistema de empreendedorismo inovador gaúcho
Publicado em 15/09/2021 15:08 | Atualizado em 15/09/2021 15:09 Off
Por Alan Júnior

A segunda edição do Programa Centelha RS foi lançada oficialmente nesta segunda-feira (13), em um evento virtual transmitido pelos canais do Facebook e YouTube da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS). A iniciativa busca incentivar a criação de empreendimentos inovadores, disseminar a cultura empreendedora no Estado e fomentar a geração de ideias inovadoras em estágios iniciais, de ideação e prototipação por meio de benefícios como recursos financeiros, bolsas de apoio, capacitações e networking com parceiros para transformar ideias em negócios de sucesso.

“Queremos inovação, desenvolvimento e queremos ter cada vez mais uma economia baseada no conhecimento, na tecnologia e nos resultados proporcionados pelas nossas universidades e institutos de pesquisa e, também, pelas nossas empresas e nossos empreendedores, que tanto têm contribuído para instituir uma nova cultura econômica no nosso país”, destacou o Secretário da Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia-SICT, Luís Lamb, representando o Governador do estado, Eduardo Leite.

Durante a etapa de seleção, os empreendedores participantes passarão por três fases: (1) a submissão de Ideias Inovadoras, (2) a construção de um Projeto de Empreendimento e (3) a elaboração de um Projeto de Fomento. Ao longo das etapas, os empreendedores receberão capacitações para aprimorar os projetos inovadores, além de suporte dos avaliadores.

Nesta segunda edição do Programa, serão destinados à concessão de subvenção econômica à inovação, recursos no valor global de R$ 3,3 milhões para ideias inovadoras até o limite de R$ 66 mil e bolsas de Fomento Tecnológico e Extensão Inovadora do CNPq, no valor máximo de R$ 26 mil, por projeto.

“O RS coloca dentro de sua estratégia a inovação. Estamos na segunda edição do Programa Centelha RS e vamos batalhar para que tenha continuidade porque entendemos que esse se tornou um fator de transformação nacional”, disse o Superintendente da Área de Pesquisa Aplicada e Desenvolvimento Tecnológico da Finep Inovação e Pesquisa, Marcelo Camargo.

As inscrições podem ser feitas até o dia 29 de outubro, através do site: programacentelha.com.br/rs. “Esse tipo de iniciativa traz a possibilidade de darmos um salto nas iniciativas de empreendedorismo no país”, complementou o Diretor de Empreendedorismo Inovador e representante do MCTI, Marcos Pinto.

Sobre o Centelha

O Programa Centelha é promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP) e a Fundação CERTI.

No Rio Grande do Sul é executado pela FAPERGS, vinculada à Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia (SICT), em parceria com o BADESUL Desenvolvimento S.A., com a Rede Gaúcha de Ambientes de Inovação (REGINP) e com o Sebrae RS.

“O espírito que permeia essa parceria é não se abater pelas dificuldades e desafios que enfrentamos. Apesar dos obstáculos, vamos em frente e, assim, estamos criamos uma agenda de estado de inovação, muito importante para o país, já que atingimos números muito expressivos”, relatou o Diretor de Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Finep Inovação e Pesquisa, Marcelo Bortolini.

Desde a sua primeira edição, o programa teve 784 ideias submetidas, ajudou 28 startups e capacitou 1971 empreendedores gaúchos. “O sucesso que estamos tendo no programa Centelha é fruto dos esforços de parceiros e profissionais da equipe envolvida para essa iniciativa que impulsiona uma transformação no Rio Grande do Sul e em todo o país”, finalizou o diretor-presidente da FAPERGS, Odir Dellagostin.

>> Deixe sua opinião: