Geral
  NINGUÉM NA RUA

Programa Ninguém na Rua já atendeu quase 400 pessoas em situação de rua em Taquara

Somente em março, foram realizados 53 atendimentos
Foto: Ruan Nascimento/Prefeitura de Taquara

Realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho e Cidadania de Taquara, o “Programa Ninguém na Rua” já atendeu, de abril de 2021 até março de 2022, 395 pessoas em situação de rua no Município, possibilitando encaminhamentos a serviços sociais e também a oficinas e cursos profissionalizantes.

O programa possibilita que as pessoas em situação de rua sejam identificadas, abordadas pela equipe da assistência social, e encaminhadas ao Albergue Municipal durante a noite e, durante o dia, serem atendidas no Centro de Atenção Psicossocial (Caps) para realizarem oficinas e cursos profissionalizantes.

De acordo com a prefeitura de Taquara, somente em março, foram realizados 53 atendimentos, sendo oito pessoas encaminhadas ao albergue, 15 com acesso parcial aos serviços sociais, oito que receberam auxílio para serem acompanhados até suas cidades de origem, sete para acolhimento emergencial, três encaminhadas ao mercado de trabalho, duas que alugaram casa, três encaminhadas para o tratamento em comunidades terapêuticas, duas que se mudaram de Estado para buscar trabalho, três recolhidas ao sistema prisional, e duas que não acessam mais o serviço por razões desconhecidas.

O relatório apresentado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho e Cidadania mostra ainda que, entre abril de 2021 e março de 2022, foram realizadas 887 abordagens sociais com este público.

“É um número que ressalta a importância do nosso trabalho. A título de comparação, segundo relatórios do Ministério da Cidadania, entre dezembro de 2011 e março de 2021, aqui em Taquara, houve apenas 342 abordagens sociais. Além disso, a média mensal de abordagens nos últimos 10 anos era de 4,22 abordagens por mês, e desde a implantação do Ninguém na Rua, essa média passou para 73,92 abordagens por mês, um aumento superior a 1.750% do que foi feito nos dez anos anteriores”, explica o secretário da pasta, Maurício Souza Rosa.

Futuro do projeto

O próximo passo de ampliação do Programa Ninguém na Rua está na Lei 6.602, sancionada no último dia 20 pela prefeita Sirlei Silveira, que cria o Serviço de Apoio e Convivência às Pessoas em Situação de Rua (Saps), que funcionará no mesmo endereço do Albergue Municipal no turno do dia, ampliando a oferta de oficinas, cursos e acompanhamento psicossocial e socioassistencial para as pessoas atendidas.

“Fazemos todos os esforços para oferecer os melhores atendimentos às pessoas em situação de rua no nosso Município, para que logo possam voltar a ter uma vida digna, com saúde, qualificação profissional e emprego”, destaca a prefeita de Taquara.

O secretário ressalta que o Ninguém na Rua possibilitou uma observação mais detalhada do perfil do público atendido em Taquara, analisando as ferramentas sociais que funcionaram para auxiliar as pessoas em situação de rua.

“Agora temos ferramentas legais e equipes capazes para atuar junto com a população de rua, oferecendo uma oportunidade de retomada cidadã para aqueles que têm vínculos com a cidade, ou encaminhando para outras instâncias para aqueles que se encontram em situação de rua e estão aqui apenas de passagem”, completa Maurício.