Cultura e Lazer Geral
  FESTA DA COLÔNIA

Programação da Festa da Colônia de Taquara é aberta com a Feira do Colono

Expositores e visitantes aprovaram o local da feira, na região central da cidade
Fotos: Cleusa Silva/Rádio Taquara

Iniciada na manhã deste sábado (06), a programação da Festa da Colônia de Taquara foi aberta com a Feira do Colono, realizada na frente da Sociedade Cinco de Maio, local do evento, na rua Guilherme Lahm, região central da cidade.



Participando pela primeira vez de uma feira deste tipo, Dulce Terezinha Schirmer, moradora da Picada Francesa, está há pouco mais de um mês comercializando seus produtos. E gostou tanto da experiência que já pensa em fazer parte da Feira do Produtor Rural, organizada pela Associação Taquarense de Feirantes da Agricultura Familiar e Produtos Coloniais (Atafac).

“Eu vendo de tudo um pouco. Verduras orgânicas, sem nenhum tipo de agrotóxico, pães, cucas, goiaba fora de época, bolos, docinho de Natal, entre outros, tudo produzido por mim e pelo meu esposo. Eu tenho parentes que vendem seus produtos na Feira do Produtor Rural e se eu puder participar lá também será uma honra para mim”, conta a produtora rural.

Aos 80 anos, o produtor rural João Valerci Pereira, morador da localidade de Morro Negro, atualmente só participa de feiras realizadas em eventos, já que costuma comercializar seus produtos em casa mesmo. Um dos primeiros feirantes de Taquara, seu João relembrou as dificuldades enfrentadas no início das atividades.

“Quando iniciou a Feira do Produtor de Taquara, ainda era lá perto da Rua Coberta, na frente da Praça da Bandeira. Nós pegávamos as barracas lá no Sindicato Rural e, depois do meio-dia, a gente devolvia tudo pra eles. Hoje, graças a Deus, os produtores rurais tem toda essa ‘mordomia’ aqui”, analisa, se referindo aos toldos e mesas disponibilizados para os expositores.

Maria Angélica Correa Soares, funcionária de uma livraria das proximidades do Cinco de Maio, aproveitou para fazer umas comprinhas quando estava a caminho do trabalho.

“Eu adoro consumir produtos coloniais e fiquei muito feliz quando vi esta feira, pois é bem pertinho do meu trabalho. E se fosse realizada mais vezes, uma vez por mês pelo menos, seria perfeito”, analisa Maria Angélica.

Moradora do Centro de Taquara, Noeli Pereira da Luz também aprovou o local de realização da Feira do Colono. Cliente da Feira do Produtor, ela também torce para que a Feira do Colono seja realizada com mais frequência.

“Eu gostei muito de encontrar uma feira de produtos coloniais aqui, ainda mais pertinho de casa. Eu, que já frequento a outra feira [do Produtor], com certeza me tornaria cliente destes expositores aqui também”, destaca dona Noeli.

Promovida pela Prefeitura de Taquara, através da diretoria de Cultura, a Festa da Colônia é um evento cultural e gastronômico, que reúne diversos sabores da culinária brasileira, italiana, portuguesa e alemã.

Durante o evento, que seguirá até às 22h, haverá ainda brinquedos infláveis para as crianças se divertirem, até às 17h, e após a solenidade oficial de abertura, ocorrida às 15h30min, teve início o café colonial, com receitas preparadas pela Agricultura Familiar de Taquara. Recepcionando o público, o maestro e cantor Alex Barbosa e o músico Lucas Jaeger realizam um show musical.

Fotos: Alan Jr./Rádio Taquara

A banda Macega Show, que pela manhã percorreu o Centro de Taquara convidando a comunidade para prestigiar a festa, volta a se apresentar às 18h, em frente à Sociedade Cinco de Maio, junto com o Coro Municipal de Taquara, recepcionando os visitantes.
E às 20h, completando a programação do evento, será servido o jantar, com cinco diferentes receitas preparadas pelas entidades participantes. Todo o lucro obtido com a venda de cartões para o café colonial e jantar será revertido para instituições de caridade do Município.

O que será servido:

  • Rotary Inclusão: culinária brasileira, com escondidinho de mandioca;
  • Lions Clube: culinária italiana, com polenta, galinha caipira e salada de radite com bacon;
  • Corrente do Bem: culinária brasileira, com feijoada, couve e laranja;
  • Lar Padilha: culinária alemã, com chucrute, batata refogada, salsicha bock e joelho de porco desfiado com legumes. De sobremesa, uma torta de maçã (apfelstrudel) e café servido na mesa;
  • Magno Rigo Centro de Saúde e ONG Vida Breve: culinária portuguesa, com pataniscas de batata, caldo verde português e baba de camelo de sobremesa;
  • Agricultura Familiar: café colonial, bolos, pães, cucas, wafer, queijos, linguiça, salame, geleias, café, chás, entre outros itens;
  • Cavalheiro Café: cafés especiais de pequenos produtores de diferentes regiões do Brasil.