Rede Cidadã Empreendedora de Taquara busca inserir os adolescentes no mercado de trabalho

Instituto Capoeira Social será um dos parceiros da iniciativa
Publicado em 13/09/2021 09:32 | Atualizado em 13/09/2021 11:14 Off
Por Cleusa Silva
Foto: Divulgação/Magda Rabie

A Rede Cidadã Empreendedora (RCE) de Taquara, projeto que surgiu a partir da necessidade de se criar mecanismos e perspectivas de trabalho para a comunidade em vulnerabilidade social no município, está pensando agora em oportunidades para inserir os adolescentes no mercado de trabalho.

Conforme o secretário de Desenvolvimento Social e Habitação, Maurício Souza da Rosa, a RCE busca fomentar ações e projetos que atendam a população como um todo, tendo agora seu foco no público adolescente, entre 14 e 18 anos.

“Precisamos gerar oportunidade, qualificação, permitir que os adolescentes mais vulneráveis em nossa cidade tenham acesso à educação, qualificação, treinamento, emprego. Não vamos resolver o problema da noite pro dia, mas estamos falando em mudar uma, duas gerações daqui pra frente, romper ciclos, criar iniciativas e projetos com o auxílio do Poder Público e de entidades taquarenses. Não adianta o programa ser criado e não ter os agentes de transformação, de inovação, pessoas que vão reverberar estas ideias. Por isso estamos aqui para averiguar como cada entidade pode colaborar neste processo”, menciona Maurício.

Dentre os indicadores relatados pelo secretário, no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) são atendidas em torno de 395 famílias em vulnerabilidade social, muitas com deficiência de renda, que têm em sua formação jovens e adolescentes entre 14 e 18 anos.

“Estamos pactuando 20 vagas de emprego junto ao CIEE para este público, onde a prefeitura subsidiará um valor e a empresa empregadora o restante, e vamos trabalhar outros projetos para que os demais jovens também tenham esta oportunidade”, explica o secretário de Desenvolvimento Social e Habitação de Taquara.

Além da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Habitação, a Rede Cidadã Empreendedora conta com a participação de representantes do Sine, FGTAS/RS, Susepe, Rotary Clube, Lions Inovação, Senac, Sesc, Sindicato Rural / Senar, Sicoob / Maxicrédito, Ciee, Sindicom e Sindilojas estando aberta para novas entidades, associações que queiram integrar o grupo.

Instituto Capoeira Social será parceiro na formação sócio emocional dos jovens

Como a aposta do município é aumentar ações ao encaminhamento de jovens ao mercado de trabalho, a parte sócio emocional é um dos principais pontos abordados. Para isso, a Rede terá como parceiro o Instituto Capoeira Social, que integra a rede Gerando Falcões – ecossistema de desenvolvimento social que atua para acelerar o poder de impacto de líderes sociais.

“A ONG está nos oferecendo uma capacitação para trabalhar com os adolescentes, os preparando para a linha de atuação, para o mercado de trabalho. A ideia é que o Instituto Capoeira Social prepare estes adolescentes para serem inseridos nas empresas, sendo um indicativo positivo para que empreendedores contratem jovens, pois o empregador não pode olhar para ele como um substituto do empregado já formado, para reduzir o seu custo, temos que desmistificar isso”, pondera Maurício.

Foto: Divulgação/Magda Rabie

Em Taquara, a Gerando Falcões é representada pelo empreendedor social, ceo e fundador do Instituto Capoeira Social, educador social do Cras de Taquara, Elias Tom. A ONG possui projetos nas áreas da educação, esporte, lazer e qualificação profissional para os jovens. O projeto piloto formará inicialmente, em 2021, 10 jovens, e a meta para 2022 será de 80 jovens.

“Estamos implantando o projeto Jovem Falcão que aqui será chamado Jovens do Amanhã, um programa de qualificação profissional para se trabalhar habilidades técnicas e socioemocionais, pois não adianta somente qualificar o jovem e o colocar no mercado de trabalho, precisamos prepará-lo para a oportunidade”, relata Tom. O projeto está programado para iniciar ainda no mês de setembro.

>> Deixe sua opinião: