Rede municipal de ensino em Igrejinha retornará às aulas 100% presenciais a partir de segunda-feira (16)

As escolas retornarão com todos os alunos que optaram pelas aulas presenciais, mantendo também o atendimento remoto
Publicado em 11/08/2021 10:04 Off
Por Alan Júnior
Imagem ilustrativa

O Governo do Estado do RS publicou, na segunda-feira (9), em edição extra do Diário Oficial do Estado (DOE), um novo decreto que altera protocolos estabelecidos pelo Estado para transporte, educação e academias no sistema de enfrentamento à pandemia de Covid-19 no Rio Grande do Sul – o Sistema 3As de Monitoramento.

Na área da educação, que atualmente conta com ensino ofertado em forma de rodízio para os alunos e/ou famílias que optaram pelas aulas presenciais, as escolas de Ensino Fundamental da rede municipal retornarão presencialmente sem a utilização do rodízio, com todos os alunos que optaram por esta modalidade em sala de aula.

O retorno em Igrejinha está marcado para o dia 16 de agosto de 2021 (segunda-feira), e as escolas retornarão com todos os alunos que optaram pelas aulas presenciais, mantendo o atendimento remoto ao grupo de alunos que optaram por aulas nesta modalidade.

O retorno 100% presencial somente será possível devido a medição dos espaços escolares feita pelo engenheiro responsável da Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente. 

Segundo o Prefeito de Igrejinha, Leandro Horlle, a capacidade de atendimento será ampliada, mas os protocolos sanitários continuam, garantindo espaços seguros e acolhedores. “Em nosso Município as escolas de Educação Infantil – Etapa Creche, atendem 12 (doze) horas diárias as crianças. Desta forma, ampliaremos a capacidade de atendimento para o máximo possível de acordo com os novos protocolos do Governo Estadual”, pontua o prefeito.

Todas as demais medidas e protocolos seguem iguais, e os planos regionais em vigor seguem valendo, sem necessidade de alteração pelos municípios.

Veja o que mudou com o novo decreto:

• Transporte coletivo (coletivo municipal, metropolitano comum, ferroviário e aquaviário): aumento de 60% para 90% da capacidade de  ocupação do veículo.

• Transporte rodoviário (fretado, metropolitano executivo, intermunicipal, interestadual): aumento da ocupação de 75% para 100% da capacidade do veículo.

• Educação e cursos livres (exceto ensino de esportes, dança e artes cênicas), formação de condutores de veículos e de ensino de esportes, dança e artes cênicas: alteração do distanciamento de 1,5m entre classes para 1 metro entre as pessoas.

• Atividades físicas em academias, clubes, centros de treinamento, piscinas, quadras e similares: alteração no Protocolo de Atividade Obrigatória para permitir a utilização de vestiários e espaços pré e pós- relacionados às atividades físicas.

>> Deixe sua opinião: