Retrofit: uma nova ‘roupagem’ em prédios antigos e históricos de Taquara – Conheça a Igreja Católica

Prédio começou a ser construído antes de 1879, mas só foi concluído em 1921
Publicado em 10/09/2021 23:51 | Atualizado em 20/09/2021 22:38 Off
Por Cleusa Silva

Conhecida como retrofit, a revitalização de imóveis antigos ou históricos tem se mostrado uma forma inteligente de preservação do patrimônio cultural, dando uma nova vida a construções antigas e até símbolos dos municípios. Caminhando pela região central de Taquara é possível observarmos alguns casarões antigos que recentemente ganharam uma nova “roupagem”, como é o caso da Igreja Católica, localizada na rua Júlio de Castilhos.

Conforme o “Inventário do Patrimônio Histórico, Arquitetônico e Cultural de Taquara”, desenvolvido por alunos do curso de História das Faculdades Integradas de Taquara (Faccat), a Paróquia Senhor Bom Jesus foi fundada em 22 de janeiro de 1884, através da Provisão Eclesiástica, após a transformação do município de Santa Cristina do Pinhal em segundo distrito de Taquara.

Fotos: Arquivo Paróquia Senhor Bom Jesus

Localizada em um terreno que foi doado pelo católico Tristão Monteiro, uma vez que sua esposa havia feito o mesmo para a igreja evangélica, a Paróquia Senhor Bom Jesus começou a ser construída antes de 1879, ano de um retrato da época que mostra a imagem do imóvel com as paredes pela metade. Com seus registros paroquiais temporariamente realizados na Capela Santa Rosa, seus livros próprios passam a ser realizados em janeiro de 1888, tendo seu primeiro pároco no ano de 1889.

Paralisadas por aproximadamente 10 anos, as obras de construção da igreja católica reiniciaram em janeiro de 1920, sendo concluídas em 1921. Seu padroeiro, Senhor Bom Jesus, foi escolhido em função de uma imagem, também doada por Tristão Monteiro, e que teria sido retirada de seu oratório doméstico. A fundação desta nova paróquia, que até então só existia uma em Santa Cristina do Pinhal, tem muita importância no contexto histórico, representando a força e a importância da localidade que prosperava e do momento político vivido na época.

Fotos: Cleusa Silva/Rádio Taquara

A construção, de influência ibérica (açoriana), de estilo neoclássico, se destaca pelos detalhes ornamentais que emolduram a torre e as aberturas. Em seus vitrais podem ser vistos os nomes dos doadores, mostrando o registro das famílias católicas tradicionais de Taquara, como os Rangel, dos Santos, Barth, de Oliveira, Diniz Rangel, entre outros. Os adornos também foram doados por famílias tradicionais da época.

As obras da cerca de ferro, que protegia a praça no entorno da igreja, já que havia muitos animais utilizados como meio de transporte, também foram concluídas em 1921. Ao longo dos anos foram sendo realizadas diversas reformas no prédio da igreja, sempre com o objetivo de conservar o imóvel.

Conforme padre Luciano de Almeida, atual responsável pela Paróquia Senhor Bom Jesus, a parte interna da igreja sofreu uma grande alteração em 1964, tendo seu altar totalmente modificado. A última reforma realizada no imóvel foi em 2004, ocasião em que foram trocados o piso e o forro, além do conserto de outros detalhes de madeira e dos lustres e também houver a pintura da parte interna e externa do prédio.

>> Deixe sua opinião: