Geral
  REUNIÕES NO INTERIOR

Rio da Ilha e Açoita Cavalo receberão o Reuniões a Campo nos próximos dias

Encontro na comunidade de Tucanos ocorreu na segunda-feira (1º)
Fotos: Magda Rabie/Prefeitura de Taquara

Desde julho, a comunidade que reside nos distritos rurais de Taquara está recebendo o evento “Reuniões a Campo”, visando levar até a zona rural do Município esclarecimentos e informações fornecidas diretamente por representantes das entidades ligadas às questões do campo.

Ao todo, 14 encontros serão realizados pelo interior taquarense, sendo promovidos pela prefeitura de Taquara, Emater/RS-Ascar, Inspetoria Veterinária e Sindicato dos Trabalhadores Rurais, com o apoio do Sicredi e do Sindicato dos Produtores Rurais.

O Reuniões a Campo já passou pelas localidades de Padilha, Quarto Frio, Padilha Velha, Olhos D’água, Linha Gonzaga, Vila Teresa, Entrepelado, Arroio Grande, Santa Cruz da Concórdia e Fazenda Fialho.

Nesta semana, os moradores de Tucanos receberam a iniciativa na segunda-feira (1º). Em Rio da Ilha, o encontro ocorrerá na quinta-feira (04), na Sociedade União da Paz, e em Açoita Cavalo será na segunda-feira (08), na residência do tradicionalista Marco Aurélio Angeli, ambos a partir das 13h30min. 

“A iniciativa das nossas entidades está sendo muito positiva, pois levar até os moradores do nosso interior abordagens que os interessam e que sejam de sua importância é muito compensador. Parabenizo todos os representantes da Prefeitura, que integram as áreas da Agricultura e do Turismo, bem como Emater, Inspetoria Veterinária, ao Sicredi e aos nosso sindicatos rurais por terem esta preocupação com o nosso produtor e um agradecimento especial aos produtores que estão aproveitando esta oportunidade oferecida a eles”, ressaltou Sirlei Silveira, prefeita de Taquara.

Assuntos abordados nas Reuniões a Campo


O Reuniões a Campo aborda diversos assuntos de interesse da comunidade que reside no campo e trabalha com a produção nos mais diferentes ramos. Dentre os quesitos mais importantes estão: crédito rural com foco no lançamento plano safra 2022/2023, nas linhas de crédito rural e nas documentações necessárias para os bancos, com a Emater/RS – Ascar; obrigações e deveres sanitários do produtor sobre emissão de GTA e declaração de rebanho, com a Inspetoria Veterinária e obrigações e deveres do produtor junto à Secretaria Municipal de Agricultura/STR sobre a emissão de nota fiscal, cadastro de agricultura familiar e e-social, com a Secretaria Municipal de Agricultura e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais.


Para a produtora rural, de 26 anos, Daniele Luciane Kohlrausch, o campo faz parte da sua vida e não pretende deixá-lo.

“Nasci no campo e com 12 anos fui morar na cidade, não era o que eu queria e acabei voltando. No final do ano passado integrei o movimento sindical. Produzimos leite, temos criação de galinhas, porcos e trabalhamos com mel também. Quero continuar na propriedade, por isso estou me especializando, fazendo um curso de liderança de jovens pelo sindicato”, revela Daniele.

“Esta ação das entidades virem até nós é muito importante, pois trazem assuntos que acabamos não pensando, nessas reuniões aprendemos e ficamos mais próximos de todos”, menciona a jovem produtora.

Os encontros contam com as presenças do secretário de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Gilson Redin; do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, João Carlos de Brito; do presidente do Sindicato Rural do Vale do Paranhana, José Vilmar Gomes (Giba); da chefe do escritório da Emater, Carine Gross de Barros; da gerente agro do Sicredi Caminho das Águas, Andrelisa Flesch; do diretor de Agricultura, Daniel Zwetsch; do diretor de Turismo, Dirceu Linden e do inspetor veterinário Emanuel Kzowski.