INFORME COMERCIAL

Sicoob é a instituição financeira que mais possibilitou crédito a pequenos negócios na pandemia, segundo Sebrae e FGV

De acordo com pesquisa realizada pelo Sebrae, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Sicoob é a instituição financeira em que os pequenos negócios obtiveram maior sucesso ao procurar crédito durante a pandemia. Comparado com empresas relevantes, tanto do mercado bancário quanto do cooperativo, o Sicoob obteve uma taxa de 52% neste quesito.

Esse número representa um grande crescimento com relação às últimas edições da pesquisa. O Sicoob cresceu de 25% na oitava edição, divulgada em setembro de 2020, para o atual percentual. “Nós já estávamos nas primeiras colocações nas outras publicações, mas assumimos a primeira posição nesta. Esse é o reflexo de nossa atuação ao oferecer um crédito mais justo e sustentável, demonstrando que realmente estivemos ao lado dos nossos cooperados durante a crise”, disse Francisco Reposse Júnior, diretor Comercial e de Canais do Sicoob.

Na pesquisa, o Sebrae destaca que o Sicoob foi uma das instituições que proporcionalmente liberaram mais crédito e quase todos os bancos obtiveram melhoria expressiva nas taxas de sucesso. Foram entrevistadas 7.820 pessoas em todo o Brasil durante o mês de maio.

O Sicoob também foi destaque entre as instituições mais buscadas, ficando atrás apenas dos cinco principais conglomerados bancários do país. A fatia de mercado do Sicoob, neste comparativo, chega a 10%, e representa um papel fundamental no Sistema Financeiro Nacional ao conferir maior competitividade para o setor e ampliar o acesso da população a serviços financeiros.

Com taxas mais justas do que as praticadas no mercado, o Sicoob tem se mostrado um escape para as micro, pequenas e médias empresas que não conseguiram nos bancos ou que se assustaram com juros altos durante a crise. “Mantivemos as taxas nos patamares do pré-covid 19 e estivemos sempre dispostos a conversar e negociar com todos”, afirmou Reposse.

Com relação ao público Pessoa Jurídica (PJ), o Sicoob observou um aumento de quase 50% na carteira de crédito em um ano, saltando de R$ 30,7 bilhões para R$ 45,3 bilhões. A taxa de inadimplência, por sua vez, caiu um ponto percentual, atingindo apenas 1,8% em junho de 2021.

Somente em 2020, os cooperados do Sicoob deixaram de gastar mais de R$ 8,3 bilhões em taxas, juros e tarifas. Uma economia de mais de R$ 3 mil por cooperado ativo, segundo pesquisa da instituição. Somando-se as sobras cooperativas, o retorno aos cooperados superou os R$ 11 bilhões, mesmo durante a pandemia.

No começo deste ano, o Sicoob viu sua carteira de crédito crescer 37% com relação ao início de 2020, e ultrapassou os R$ 100 bilhões de saldo no fechamento do primeiro semestre de 2021. A instituição é formada por 16 centrais e 366 singulares e conta, hoje, com mais de 5,2 milhões de cooperados. Somente o público PJ representa quase 20% desta quantidade.

Impacto Social Positivo

Segundo Francisco Reposse Júnior, o grande objetivo do Sicoob sempre foi gerar impacto social positivo no dia a dia dos cooperados e comunidades em que atua, o que é reforçado em períodos de crise. O Sicoob permite a livre admissão, ou seja, é aberto a qualquer pessoa física ou jurídica que deseje ser um cooperado.

Entre os serviços prestados, estão conta corrente, cartões de débito e crédito, crédito pessoal, imobiliário, rural e empresarial, previdência, consórcios, financiamentos, investimentos, seguros, adquirência (por meio das maquininhas Sipag), marketplace e programa de fidelidade (Coopera), entre outros.

Além disso, o Sicoob conta com um robusto sistema de atendimento digital, no qual os cooperados podem realizar suas transações financeiras de onde estiverem, pelo App Sicoob ou pelo internet banking – o que representa hoje mais de 85% das transações.

“Quando alguém utiliza os produtos e serviços do Sicoob, está fazendo mais do que apenas uma escolha financeira, está contribuindo com o desenvolvimento social e econômico de milhões de brasileiros”, finalizou Reposse.

>> Deixe sua opinião:
Publicado em 20/09/2021 18:46 | Atualizado em 22/09/2021 10:39 Off