Taquara busca recursos para realizar Feira do Livro

Departamento de Cultura trabalha para captar verbas junto à Lei Rouanet.
Publicado em 08/02/2018 17:02 | Atualizado em 08/02/2018 17:04 Off
Por Vinicius Linden

Recentemente, Paulo Wagner (ao centro) se reuniu com Sérgius Gonzaga e Adeli Sell, em Porto Alegre, para discutir a realização da Feira do Livro. Divulgação

O Departamento de Cultura de Taquara está trabalhando na formação de um projeto visando a retomada da Feira do Livro do município. O anúncio foi feito pelo diretor Paulo Wagner de Oliveira, em entrevista ao programa Painel 1490, da Rádio Taquara, na quarta-feira. Segundo ele, a ideia é realizar a Feira do Livro em agosto, contando com verba da Lei Rouanet, mecanismo de incentivo a projetos culturais do governo federal. Recentemente, Taquara conseguiu aprovar recursos por meio deste sistema que resultou na confecção de um livro com registros históricos do município. O município não realiza uma Feira do Livro desde 2014.

De acordo com Paulo, a ideia é realizar a Feira do Livro em agosto. Para tanto, até março a Prefeitura precisa inscrever o projeto cultural junto à Lei Rouanet, a fim de obter a avaliação e a aprovação do mesmo. O diretor informou que já está trabalhando na proposta a ser submetida e, recentemente, teve reunião em Porto Alegre com o escritor taquarense Sérgius Gonzaga, a quem apresentou a proposta e trocou ideias para a feira. De acordo com Paulo, a ideia é contar com escritores renomados no evento.

Outra propota que Paulo alimenta e tentará realizar, junto à Feira, é a distribuição de pelo menos um livro para cada estudante de escola da rede municipal previamente cadastrado e que visitar o evento. “Analisando as feiras em anos anteriores, sempre senti falta dessa distribuição. Muitas crianças não têm condições de efetuar uma compra e acabam visitando a feira, mas não levam um livro para a casa. É como ir numa festa de chocolate e não ganhar um doce”, comparou o diretor de Cultura. Para tanto, o projeto cultural a ser inscrito pela Diretoria de Cultura deverá prever a distribuição destes livros. Além dos escritores, Paulo disse que a Feira deverá contar com atrações artísticas. Quanto ao local em que seria realizada, Paulo disse que ainda não foi definido, mas ressaltou que a Rua Coberta é um ponto que está pronto para sediar este tipo de evento.

Assista a íntegra da entrevista de Paulo Wagner à Rádio Taquara:

>> Deixe sua opinião: