Geral
  IMUNIZAÇÃO

Taquara inicia segunda dose de reforço contra a Covid-19 em pessoas com mais de 40 anos

Vacinação é feita nas UBSs Piazito, Empresa, Mundo Novo e Santa Teresinha
Foto: Magda Rabie/Prefeitura de Taquara

A Secretaria de Saúde de Taquara ampliou, desde terça-feira (21), o público apto a tomar a segunda dose de reforço (quarta dose) da vacina contra a Covid-19. A partir de agora, pessoas com mais de 40 anos que tenham tomado três doses do imunizante há quatro meses ou mais poderão ser novamente vacinadas no Município.



“A medida vai ao encontro da recomendação do Ministério da Saúde, anunciada no início desta semana. É muito importante que todos que possam se imunizar novamente procurem pelas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), para aumentar sua proteção contra o novo coronavírus”, salienta a secretária de Saúde, Mariane Farias da Silva.

Em Taquara, a vacinação de pessoas acima dos 12 anos é feita nas UBSs Empresa, Santa Teresinha, Mundo Novo e Piazito, nas terças e quintas-feiras.

Horários da vacinação

– UBS Piazito, terças e quintas: das 8h às 16h;

– UBS Mundo Novo: terças, das 8h às 11h45, e das 13h às 20h, e quintas, das 8h às 11h45 e das 13h às 16h;

– UBS Santa Teresinha: terças, das 8h às 11h45, e das 13h às 20h, e quintas, das 8h às 11h45 e das 13h às 16h;

– UBS Empresa: terças, das 8h às 20h, e quintas, das 8h às 16h, sem fechar ao meio-dia.

Crianças são imunizadas em três dias da semana

Para as crianças, de cinco a 11 anos, a vacinação contra a Covid-19, para a primeira ou segunda doses, é feita nas segundas, quartas e sextas-feiras.

Na UBS Empresa, a aplicação é nas segundas e quartas-feiras, das 8h às 16h. Nas sextas-feiras, a imunização infantil segue na UBS Mundo Novo, das 8h às 11h45min.

Máscaras seguem obrigatórias em estabelecimentos de saúde

Em Taquara, o uso de máscaras de proteção individual contra a Covid-19 permanece obrigatório em todos os estabelecimentos públicos e privados de saúde, incluindo as farmácias e laboratórios de saúde.

O uso de máscaras segue recomendado pela Secretaria de Saúde em imunossuprimidos e imunodeprimidos, pessoas com doenças crônicas, com comorbidades, gestantes, idosos e quem ainda não está com o esquema vacinal completo.

A recomendação segue também para o ingresso em locais fechados com aglomeração de pessoas, como casas de festas, bares, salões de shows ou casas noturnas.