Taquara promove a 12ª Conferência Municipal de Assistência Social

Acerca da pandemia e prevendo evitar aglomerações, o evento é realizado em diversos locais.
Publicado em 16/08/2021 17:46 | Atualizado em 17/08/2021 16:25 Off
Por Vinicius Linden
Evento realizado junto ao barracão católico de Padilha. Foto: Divulgação

Com o tema “Assistência Social: Direito do povo e dever do Estado, com financiamento público, para enfrentar as desigualdades e garantir proteção social”, foi promovida nesta segunda-feira (16), pelo Conselho Municipal de Assistência Social (Comas) e pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Habitação, a 12ª Conferência Municipal de Assistência Social. 

Acerca da pandemia e prevendo evitar aglomerações, o evento foi realizado em diversos locais: na ONG Vida Breve (bairro Santa Maria), no salão da Igreja Católica do bairro Eldorado, no barracão da Igreja Católica de Padilha, na Associação do Quilombo e na Igreja Assembleia de Deus Primitiva (Empresa). Cada espaço contou com um representante do Comas, um assistente social do Município e mais algumas pessoas no assessoramento.

“Este é um momento importante para conversarmos e debatermos sobre a Política de Assistência Social. O objetivo é poder conversar sobre a política do SUAS (Sistema Único de Assistência Social), com o intuito de garantir a proteção social, o direito do povo e pensar em maneiras de melhorar o enfrentamento da desigualdade social. Da conferência organizamos deliberações a nível municipal, estadual e federal. Através das conferências já conquistamos muito, como o próprio SUAS (Sistema Único de Assistência Social)”, salienta Caroline Britto, presidente do Comas.

Para o secretário de Desenvolvimento Social e Habitação, Maurício Souza Rosa, as conferências permitem a construção de políticas públicas que alcancem a população menos favorecida. “Ouvir, conversar e interagir com os usuários e entidades participantes da Rede SUAS é a melhor maneira de construirmos políticas públicas eficazes e que alcancem de fato as brasileiras e brasileiros que delas precisem. As conferências nos possibilitam isso”, afirma o secretário.

Atividade na ONG Vida Breve. Foto: Divulgação

Eixos discutidos

A 12ª Conferência Municipal de Assistência Social trabalhou cinco eixos: 

Eixo I: A proteção social não-contributiva e o princípio da equidade como paradigma para a gestão dos direitos socioassistenciais no enfrentamento das desigualdades.

Eixo II: Financiamento e orçamento como instrumento para uma gestão de compromissos e corresponsabilidades dos entes federativos para a garantia dos direitos socioassistenciais.

Eixo III: Controle social: O lugar da sociedade civil no Suas e a importância da participação dos usuários.

Eixo IV: Gestão e acesso às seguranças socioassistenciais e a articulação entre serviços, benefícios e transferência de renda como garantias de direitos socioassistenciais e proteção social.

Eixo V: Atuação do Suas em situações de calamidade pública e emergências.

Conferência no salão da igreja católica do bairro Eldorado. Foto: Divulgação
>> Deixe sua opinião: