Titinho se manifesta sobre distribuição de remédios em Taquara

Prefeito atribui dificuldades aos governos estadual e federal.
Publicado em 18/02/2018 23:04 Off
Por Vinicius Linden

O prefeito de Taquara, Tito Lívio Jaeger Filho, se manifestou, na última sexta-feira, em seu espaço semanal na Rádio Taquara, sobre a distribuição de medicamentos no município. Nos últimos dias, a reportagem do Jornal Panorama e da Rádio Taquara vem recebendo reclamações a respeito de falta de remédios na Secretaria Municipal de Saúde. Tito atribuiu o problema a atrasos do governo do Estado na entrega de medicamentos controlados, bem como ao corte de verbas promovido pela União, inclusive em programas como a Farmácia Popular.

Segundo o prefeito, a administração municipal tem ficado à mercê dessas dificuldades do Estado e do governo federal. Tito lembrou que a União cortou a Farmácia Popular, que, inclusive, tinha unidade em Taquara, e ficou de encaminhar recursos às prefeituras. Mas, segundo Tito, poucas verbas têm sido destinadas. No tocante ao Estado, o governo é responsável por distribuir medicamentos controlados, mas a lista está tendo diversas faltas.

Tito pediu compreensão da comunidade, pois, segundo ele, a administração municipal tem feito o que pode. O prefeito reconheceu eventuais faltas na relação de remédios de responsabilidade do Executivo municipal, mas disse que tem sido possível manter a lista “em uma condição aceitável”. Segundo Tito, muitas vezes, os próprios fornecedores atrasam a entrega de medicamentos. “Muitas vezes a crítica dirigida a nós, tem que ser encaminhada aos governos estadual e federal. Mas estamos vigilantes com essa questão”, assegurou Tito.

>> Deixe sua opinião: