Geral
  IMUNIZAÇÃO

Vacinação das crianças contra gripe e sarampo é antecipada para a próxima segunda-feira (25)

A imunização ocorre em todas as UBSs do município, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h45, abrangendo 4310 crianças.
Foto: Claudio Fachel-Arquivo/Palácio Piratini

Seguindo determinação da Secretaria Estadual da Saúde, Parobé antecipa para a próxima segunda-feira, dia 25 de abril, o início da vacinação das crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade contra a influenza (gripe) e contra o sarampo. A imunização ocorre em todas as UBSs do município, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h45, abrangendo 4310 crianças.

No sábado seguinte, dia 30 de abril, será o Dia D, com a abertura extraordinária dos postos para a aplicação das doses.

Antecipação

Esse grupo iria começar a estratégia somente em 3 de maio, mas o início foi antecipado devido à crescente demanda em atendimentos de urgência pediátrica na rede de saúde por quadros clínicos respiratórios.

A vacinação segue aberta para os grupos dos idosos e trabalhadores da saúde, que começaram a ser em 4 de abril.

Em 3 de maio iniciam os demais grupos prioritários, como gestantes, puérperas, pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, entre outros.

 Esquema de doses

Caso a criança esteja fazendo este ano pela primeira vez a vacinação contra a influenza, ela deverá fazer duas doses, com 30 dias de intervalo entre elas. Se ela já fez a vacina da gripe em algum outro ano o esquema é de dose única, assim como é para as demais idades. A vacinação contra a influenza e contra o sarampo (vacina tríplice viral) pode ocorrer no mesmo momento.

Vacina gripe trivalente

A vacina Influenza trivalente utilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é produzida pelo Instituto Butantan. A formulação é constantemente atualizada para que a dose seja efetiva na proteção contra as novas cepas do vírus. A vacina será eficaz contra as cepas H1N1, H3N2 e tipo B.

Sarampo

A vacinação do sarampo já faz parte das doses de rotina, ou seja, que ficam disponíveis nos postos durante todo o ano, mesmo fora de épocas de campanha, que tem por objetivo aumentar a cobertura vacinal na população e, assim, evitar surtos.

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, transmissível e extremamente contagiosa, podendo evoluir com complicações e óbito, particularmente em crianças menores de um ano de idade. A vacina controla os surtos da doença, reduz as internações, complicações e óbitos.

A tríplice viral é uma vacina atenuada, que contém vírus vivos “enfraquecidos” do sarampo, da rubéola e da caxumba. É uma vacina aplicada como rotina na infância, em duas doses: a primeira, tomada com um ano de idade e a segunda, com 15 meses. As duas na forma da tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola).