Geral
  RANKING PREOCUPANTE

Vale do Paranhana lidera o atraso na dose de reforço de vacinação contra a Covid

Região ostenta o pior índice do Estado no atraso da imunização.

O governo do Estado renovou, nesta quarta-feira (1º/6), avisos a todas as 21 regiões Covid do Rio Grande do Sul por conta do avanço dos casos de infecção pelo coronavírus. É a terceira semana consecutiva que o governo toma essa medida, fato que é atribuído ao aumento de internações pela Covid e outras doenças.

Na divulgação que realizou sobre o tema, o governo gaúcho incentivou a vacinação contra a Covid como forma de prevenção ao agravamento da doença. O grupo de trabalho que cuida do monitoramento da pandemia no estado elaborou uma tabela que mostra as doses em atraso por região Covid gaúcha.

A planilha mostra o percentual de pessoas com mais de cinco anos de idade que tomaram a primeira dose e que poderiam tomar a segunda, mas ainda não fizeram. Também detalha o percentual de pessoas com mais de 18 anos que já tomaram a segunda dose, mas que ainda não completaram o esquema vacinal com a dose de reforço.

O Vale do Paranhana ostenta índices negativos nestas duas tabelas. No atraso da dose de reforço, a região está liderando o ranking gaúcho, com 45,1% de atraso. Já no atraso da segunda dose, o Paranhana está em segundo lugar, com 9,9%, perdendo apenas para a região de Novo Hamburgo, que lidera neste quesito, com 10,3%.

“Estamos diante de um momento em que várias doenças, não só a covid-19, estão circulando, contaminando e causando superlotação de emergências e urgências, e um número alto de casos envolvendo crianças e de idosos ”, alertou a secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann. Além das outras síndromes respiratórias, comuns à época mais fria no Estado, e aos casos de dengue, também se observa um aumento na busca por atendimentos eletivos, represados durante a pandemia.