Veterinários de Taquara se voluntariam para realizar castração de animais no Castramóvel

A prefeitura informou que irá fornecer a medicação para as cirurgias e pós-operatório.
Publicado em 20/10/2021 14:53 | Atualizado em 20/10/2021 14:54 Off
Por Alan Júnior
Quatro veterinários  realizarão os procedimentos nos animais em novembro.
Foto: Ruan Nascimento/Prefeitura de Taquara

Uma parceria entre a Prefeitura de Taquara e veterinários voluntários permitirá a ampliação no número de castrações de animais realizadas no Castramóvel. A iniciativa intensificará a realização de procedimentos cirúrgicos no mês de novembro. A novidade foi celebrada em reunião nesta terça-feira (19), entre o coordenador da Defesa Civil do Município, Matheus Modler, com os profissionais que farão as operações e com a vereadora Carmem Fontoura, que propôs a colaboração.

Serão três fases na realização de castrações. A primeira delas está em atender residências com mais de 10 animais de cada espécie. A fase seguinte envolve animais de rua e de pessoas cadastradas junto à Assistência Social. E o último estágio abrangerá famílias com renda per capita de até dois salários mínimos, desde que haja a comprovação dos ganhos. Para se cadastrar, o morador deve preencher uma ficha no site da Prefeitura, na seção Meio Ambiente – Castramóvel.

“Esta ação reúne veterinários que se voluntariaram para fazer as cirurgias junto ao Castramóvel, sendo que o Município fornece a medicação necessária durante o procedimento e também no pós-operatório”, explica Matheus, lembrando que os dias já definidos para os procedimentos serão às quartas e sextas-feiras do próximo mês, com a possibilidade de ampliação das datas de acordo com as agendas dos veterinários.

Retomada do serviço

O Castramóvel voltou a funcionar em Taquara em agosto. Desde a sua retomada, o serviço já castrou 44 animais. Atualmente, as operações são realizadas nas quartas-feiras, atendendo apenas os animais da fase 1. Matheus lembra que mesmo com a dificuldade financeira gerada pela pandemia da Covid-19, a causa animal é uma pauta importante pensada pela Administração Municipal. 

“Foi uma prioridade do governo reativar o Castramóvel, mesmo que por um dia da semana. Só nestes últimos meses, já foi possível atender, por exemplo, as casas de acumuladores e as fêmeas acolhidas pela ONG Vida Animal. Com esse mutirão de castração voluntária em novembro, pretende-se chegar a 100 castrações. É um avanço significativo na causa, que tanto sofre pela falta sistêmica de empenho de vários municípios”, completa.

Oportunidade de conscientização

Já são quatro veterinários que vão doar sua mão de obra para a realização das castrações, com a possibilidade de que outros profissionais também queiram colaborar. Quem já confirmou sua participação no mutirão são os especialistas Everson Jacometo Junior, Regina Damasceno Rodrigues, Angela Poeta e Cristine Campello, que ressalta a importância de contribuir com a causa animal no Município, e espera que a comunidade de Taquara também se conscientize em evitar o crescimento populacional de cães e gatos. 

“A castração destes bichos não é apenas uma questão de saúde animal, mas também de saúde humana. Um cão de rua, por exemplo, além de transmitir doenças a outros animais, também é um potencial transmissor de zoonoses para a população humana. Por isso, apelo para que as pessoas também se envolvam na causa dos animais, para que não haja a proliferação da espécie”, frisa.

>> Deixe sua opinião: